Astra 2E

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Astra 2E
Localização orbital 28° E (28,2° E)
Lançamento 29 de setembro de 2013 (1 ano)
Veículo Proton-M/Briz-M
Operador LuxemburgoSES
Vida útil 15 anos
Design Airbus Defence and Space
Cobertura Europa
África
Órbita geoestacionária
Peso 6.052 kg
Designação COSPAR 2013-056A

O Astra 2E é um satélite de comunicação geoestacionário construído pela empresa EADS Astrium (que foi integrada à Airbus Defence and Space, após a reestruturação da Airbus em janeiro de 2014).

Sua localização é na posição orbital de 28 graus de longitude leste e é operado pela SES. O satélite foi baseado na plataforma Eurostar-3000.[1] [2]

História[editar | editar código-fonte]

A SES S.A. e a Astrium anunciaram em dezembro de 2009 que a SES encomendou quatro satélites multimissão da Astrium para fornecer reposição, bem como capacidade para incrementar suas divisões SES Astra e SES World Skies.

Os novos satélites, foram designados de Astra 2E, Astra 2F, Astra 2G e Astra 5B, os satélites existentes serão colocados em duas posições orbitais (28,2 e 31,5 graus leste) e adicionar nova capacidade, bem como flexibilidade de implantação de frota para o grupo SES para os próximos anos. Os satélites foram programados para serem lançados em várias etapas entre 2012 e 2014. A vida útil de cada satélite é de 15 anos.

O satélite foi construído com base na plataforma de satélite Eurostar-3000. Assim como os satélites Astra 2F e Astra 2G, o Astra 2E vai oferecer transmissão da próxima geração, VSAT e serviços de banda larga para a Europa e África, e leva cargas úteis de banda Ku e Ka a partir da localização orbital de 28,2 graus de longitude leste.[1]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O satélite foi lançado com sucesso ao espaço no dia 29 de setembro de 2013, às 21:38 UTC, por meio de um veiculo Proton-M/Briz-M, que foi lançado a partir do Cosmódromo de Baikonur no Cazaquistão. Ele tinha uma massa de lançamento de 6.052 kg e sua vida útil estimada é de 15 anos.[1] [2]

Atraso do lançamento[editar | editar código-fonte]

O lançamento do Astra 2E foi destinado a ser realizado por um foguete ILS Proton-M em 21 de julho de 2013,[3] mas o lançamento anterior deste tipo de foguete em 02 de julho de 2013 levando três satélites de navegação russo do sistema GLONASS terminou com o foguete explodindo 16 segundos após o seu lançamento. O veiculo desviou-se da trajetória programada, vindo a colidir com o solo da própria base de lançamento.[4] A investigação concluiu que a explosão se deveu a um erro na instalação de três girômetros. Foi o último acidente de uma série de fracassos no programa espacial russo. O acidente não causou vítimas, mas um prejuízo inicialmente estimado em US$ 200 milhões. A explosão desprendeu na atmosfera combustível altamente tóxico.[5] O programa de lançamento de foguetes Proton foi temporariamente paralisado e só retornando as atividades de lançamento em setembro de 2013. O Astra 2E só foi lançado quase três meses depois da suspensão dos lançamentos.[6] [7]

Capacidade e cobertura[editar | editar código-fonte]

O Astra 2E é equipado com 60 transponders em banda Ku e quatro em banda Ka para oferecer transmissão da próxima geração, VSAT e serviços de banda larga na Europa e África e melhorar e garantir sua oferta existente para os principais mercados Direct-to-Home (DTH) no Reino Unido e Irlanda.[1] [2]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Astra 2E, 2F, 2G, 5B (em inglês) Gunter's Space Page. Página visitada em 03 de fevereiro de 2014.
  2. a b c Astra 2E (em inglês) Satellite Launches. Página visitada em 03 de fevereiro de 2014.
  3. SES’ ASTRA 2E SATELLITE SHIPPED TO BAIKONUR COSMODROME FOR JULY 21 LAUNCH (em inglês) SES. Página visitada em 03 de fevereiro de 2014.
  4. Russian Proton-M rocket crashes, erupts in ball of fire (em inglês) Russia Today website report. Página visitada em 03 de fevereiro de 2014.
  5. Foguete russo explode logo após lançamento no Cazaquistão (em português) Rfi. Página visitada em 02 de fevereiro de 2014.
  6. Rússia retoma lançamento de foguetes Proton 3 meses após explosão (em português) UOL Notícias. Página visitada em 03 de fevereiro de 2014.
  7. Rússia lançou com sucesso foguete Proton-M (em português) Jornal i. Página visitada em 03 de fevereiro de 2014.