Astronáutica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nave espacial russa Soyuz

Astronáutica pode ser definida como o ramo da ciência e da técnica que se ocupa com máquinas projetadas para operarem fora da atmosfera terrestre, sejam elas tripuladas ou não-tripuladas. Em outras palavras, é a ciência e a tecnologia do vôo espacial.

Astronáutica x Cosmonáutica[editar | editar código-fonte]

O termo "astronáutica" foi proposto em 1927, por analogia com "aeronáutica", pelo escritor francês Joseph Genri Rosny, também conhecido como Rosny Ainé (1856-1940), que esteve durante muitos anos envolvido com o movimento astronáutico francês. Rosny definiu astronáutica da seguinte forma: "A astronáutica é a ciência que tem por objetivo dar ao homem a possibilidade de evadir-se da Terra e, desse modo, poder viajar a sua vontade por todo o espaço celeste". Este termo passou a ser adotado pela maior parte dos países do mundo.

Em 1928, o barão austríaco, Guido von Pirguet, sugeriu o termo "cosmonáutica", que foi adotado por alguns países, em especial na ex-União Soviética. Por este motivo, durante muito tempo, especialmente durante a guerra fria entre os Estados Unidos e a ex-União Soviética, a imprensa internacional empregava o termo "astronautas" para se referir aos tripulantes das espaçonaves americanas e "cosmonautas" para os tripulantes das espaçonaves soviéticas.

Alguns autores denominam a era da Astronáutica de grandes navegações espaciais,[1] [2] quando se tratando para lugares distantes na exploração espacial,[3] em alusão à era das grandes navegações.

Outro termo proposto, porém não muito utilizado, foi "espaçonáutica".

A engenharia astronáutica é um setor específico da engenharia relacionada com a astronáutica.

História da Astronáutica[editar | editar código-fonte]

Em seus primórdios, a astronáutica era puramente teórica. Muito antes de se tornar possível enviar espaçonaves para o espaço, a questão do vôo espacial interessou figuras como Júlio Verne e H.G. Wells. No começo do século XX, Konstantin Tsiolkovsky derivou a famosa equação do foguete que tornou possível calcular a velocidade final de um foguete em função da massa final do foguete (sem o propelente), m_1; da massa inicial (foguete+propelente), m_0, e da velocidade de exaustão do propelente, v_e :

\Delta v\ = v_e \ln \frac {m_0} {m_1}

Tsiolkovsky é considerado por muitos historiadores, como sendo o "pai da astronáutica".

A história prática da astronáutica começa com os foguetes de combustível líquido, desenvolvidos pioneiramente pelo professor e cientista americano, Robert Hutchings Goddard (1882 – 1945), em 16 de março de 1926.

Os principais ramos da astronáutica são:

Podemos englobar a astronomia e a astronáutica no termo geral: ciências espaciais

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Astronáutica