Astronauta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O astronauta Piers Sellers durante a terceira atividade extraveicular da STS-121, numa demonstração das técnicas de reparo do escudo térmico.
O astronauta Bruce McCandless durante uma atividade no espaço, a poucos metros da Challenger (1984).

Astronauta (em inglês: astronaut) cosmonauta (em russo: космонавт, AFI[kəsmɐˈnaft]) ou taikonauta (em chinês: 宇航员) é uma pessoa treinada para uma viagem espacial, seja para comandar, pilotar, servir como membro da tripulação de uma nave espacial ou desempenhando atividades extraveiculares.

Tecnicamente considera-se astronauta todo aquele que empreenda vôo sub-orbital (vôo balístico, sem entrar em órbita) ou orbital de no mínimo 100 km de altitude (considerado o limite externo da atmosfera).

Embora geralmente reservado para os profissionais viajantes, por vezes o termo é aplicado a qualquer pessoa que viaja no espaço, incluindo cientistas, políticos, jornalistas e turistas.[1] [2]

Definição[editar | editar código-fonte]

Mapa dos países cujos viajantes espaciais voaram ao espaço até 2009.
  1960 – 1969
  1970 – 1979
  1980 – 1989
  1990 – 1999
  2000 – 2009

Até 2003, os astronautas eram patrocinados e formados exclusivamente pelos governos, pelas forças armadas ou por agências espaciais estatais civis. No entanto, com o primeiro vôo sub-orbital do setor privado-financiado SpaceShipOne em 2004, surgiu uma nova categoria de astronautas: o astronauta privado.

Os critérios para definir o que constitui o vôo espacial humano variam bastante. A Fédération Aéronautique Internationale (FAI) define uma viagem espacial como qualquer vôo acima de 100 quilômetros. Contudo, nos EUA, pessoas que viajarem acima de 80 km são consideradas astronautas.

Até 29 de maio de 2008, um total de 482 pessoas de 39 países atingiram 100 km de altitude (ou mais), sendo que 479 alcançaram a Órbita terrestre baixa ou além.[3] [4] Destas, 24 pessoas viajaram além da órbita terrestre baixa, à órbita lunar ou trans-lunar, ou para a superfície da lua; três das 24 fizeram-no duas vezes (Lovell, Young e Cernan).[5] Segundo a definição dos EUA, 488 pessoas qualificadas já alcançaram o espaço. Até 2008, o homem com o tempo mais longo no espaço é Sergei Krikalev, que passou 803 dias, 9 horas e 39 minutos, ou 2,2 anos, no espaço.[6] [7] Peggy Whitson detém o recorde de mais tempo no espaço por uma mulher, com 377 dias passados fora do planeta.[8]

Em junho de 2013, dentre o número total de pessoas que já foram ao espaço, entre astronautas, taikonautas, cosmonautas e turistas espaciais, 57 delas eram mulheres.[9]

Terminologia[editar | editar código-fonte]

De certa forma, "astronauta", "cosmonauta", "taikonauta" e "espaçonauta" são sinônimos do termo "viajantes espaciais". Na maior parte das vezes, "cosmonauta" e "astronauta" são sinônimos em todas as línguas, e o uso da escolha é frequentemente ditado por razões políticas, sendo que ambos os termos ficaram consagrados durante a corrida espacial da década de 1960, disputada entre os Estados Unidos e a ex-União Soviética.

Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Nos Estados Unidos e em muitas outras nações cujo idioma é o inglês, o profissional que viaja no espaço é denominado astronauta. O termo deriva das palavras gregas ástron (άστρον), significando "estrela", e nautes (ναύτης), significando "navegante, marinheiro". O primeiro uso do termo no sentido moderno foi encontrado na curta história The Death's Head Meteor (1930), de Neil R. Jones. A palavra em si já era antes conhecida, no entanto. No livro Do Outro Lado do Zodíaco (1880), de Percy Greg, "astronauta" refere-se a uma nave espacial.

Rússia[editar | editar código-fonte]

Por convenção, um viajante espacial empregado na Agência Espacial Federal Russa (ou em sua antecessora soviética), é chamado de cosmonauta em textos ingleses e em outros idiomas, como no português. O termo é uma adaptação da palavra russa kosmonavt (космонавт), na qual por sua vez deriva das palavras gregas Kosmos (κόσμος), "universo", e nautes (ναύτης), "marinheiro".

Outros termos[editar | editar código-fonte]

Embora nenhuma nação, com exceção da Rússia (ex-União Soviética), os EUA e a China, tenha lançado uma nave espacial tripulada, várias outras nações enviaram pessoas para o espaço com colaboração de um destes países. Inspirado por estas missões extraterrestres, outros sinônimos para "viajantes espaciais" surgiram. Entre eles, o termo spationaut (ortografia inglesa) que, na ortografia da Língua francesa, fica spationaute. Este termo é utilizado para descrever viajantes espaciais franceses, a partir da palavra latina spatium, que significa espaço. Outro exemplo é o termo angkasawan utilizado pelos malaios, muito usado para descrever os participantes do Programa Espacial Angkasawan. Na China, os termos yǔhángyuán (宇航员) e hángtiānyuán (航天员) referem-se a viajantes espaciais. A expressão tàikōng rén (太空人, literalmente "pessoa do espaço" ou "espaçonauta") é frequentemente usada em Taiwan e em Hong Kong. O termo híbrido "taikonauta", de 太空 (tàikōng, espaço), cunhado em 1988, quando a China começou a treinar tripulantes de naves espaciais, tornou-se mais conhecida em 2003, por ocasião do lançamento da primeira nave tripulada chinesa - a Shenzhou 5 - que levou a bordo Yang Liwei, o primeiro "taikonauta".[10]

Treinamento[editar | editar código-fonte]

Um astronauta em Treino num ambiente subaquático, o qual permite simular uma atividade extraveicular.

Os primeiros astronautas da NASA foram selecionados em 1959.[11]

No início do programa espacial, os pré-requisitos para uma pessoa tornar-se astronauta da NASA seria ter formação em engenharia e pilotagem de aviões militares a jacto, embora nem John Glenn e nem Scott Carpenter (ambos do Mercury Seven) tivessem qualquer grau universitário de engenharia ou de qualquer outra disciplina na altura da seleção. A seleção foi inicialmente limitada aos pilotos militares. Os primeiros astronautas (da América e da Rússia) tendiam a ser pilotos de aeronaves, e foram muitas vezes pilotos de testes.

Uma vez selecionados, os astronautas da NASA passam por um treinamento de 20 meses em uma variedade de áreas, incluindo testes de atividade extraveicular em uma instalação como a Neutral Buoyancy Laboratory da própria NASA. O astronauta em treinamento também pode experimentar curtos períodos de microgravidade.

O astronauta tem a obrigação de acumular um certo número de horas de vôo em aviões de jato de capacidade elevada antes da decolagem. Isto é feito principalmente em veículos como o T-38 Talon fora de Ellington Field, devido à sua proximidade com o Lyndon B. Johnson Space Center. A maioria dos vôos das aeronaves são feitas fora de Edwards Air Force Base.

Requisitos da candidatura na NASA[editar | editar código-fonte]

  • Ser cidadão dos Estados Unidos.[12]
  • Passar em um rigoroso exame físico. A pressão sanguínea, enquanto ajustada, não deve ser superior a 140 sobre 90.

Comandante e piloto[editar | editar código-fonte]

Especialista em missão[editar | editar código-fonte]

Marcos de viagens espaciais[editar | editar código-fonte]

Yuri Gagarin, a primeira pessoa no espaço (1961).
Neil Armstrong, a primeira pessoa a andar sobre a Lua (1969).

O primeiro homem a atingir o espaço foi o russo Iuri Gagarin, lançado em 12 de abril de 1961, a bordo da Vostok 1, espaçonave que pesava 4725 quilos. Quando Iuri viu a Terra do espaço, pronunciou as palavras no controle terrestre: "A Terra é azul. Como é maravilhosa. É surpreendente." Até então, não se sabia da cor do planeta. Valentina Tereshkova foi a primeira cosmonauta da história e a primeira mulher a ir ao espaço, em 16 de junho de 1963.

Alan Shepard tornou-se o primeiro americano e a segunda pessoa a viajar no espaço, em 5 de maio de 1961. A primeira mulher americana no espaço foi Sally Ride, durante a missão STS-7 em 18 de Junho de 1983, a bordo da Challenger (ônibus espacial). A primeira missão para a órbita da lua foi a Apollo 8, que incluiu William Anders, nascido em Hong Kong, fazendo dele o primeiro astronauta asiático, em 1968. Em 15 de Outubro de 2003, o primeiro astronauta chinês foi Yang Liwei, na missão Shenzhou 5.

A União Soviética, através do Programa Intercosmos, permitiu que pessoas de outros países socialistas voassem em suas missões. Uma dessas pessoas foi o checoslovaco Vladimir Remek, que se tornou o primeiro europeu no domínio espacial soviético em 1978, pelo foguete russo Soyuz. Em 1980, o cubano Arnaldo Tamayo Méndez tornou-se a primeira pessoa descendente de africanos a voar no espaço (o primeiro africano no espaço foi Patrick Baudry, em 1985). Em 1988, Abdul Ahad Mohmand tornou-se o primeiro afegão a partir fora da terra, retornando nove dias depois a bordo da estação espacial Mir.

Marcos Pontes, astronauta brasileiro.

O primeiro lusófono a partir para uma tripulação espacial foi o brasileiro Marcos Pontes, a bordo da "Missão Centenário". Em 30 de março de 2006, partiu em direção à Estação Espacial Internacional (ISS) a bordo da nave russa Soyuz TMA-8, com oito experimentos científicos brasileiros para execução em ambiente de microgravidade, retornando no dia 8 de abril a bordo da nave Soyuz TMA-7.Além de ter sido o primeiro lusófono,ele foi o primeiro homem do Hemisfério Sul a ir para o espaço.

Idades[editar | editar código-fonte]

A pessoa mais jovem a voar no espaço foi o russo Gherman S. Titov, quando voou na Vostok 2 aos 25 anos de idade (sendo também o primeiro astronauta a sofrer de síndrome de adaptação ao espaço), e a mais velha foi John Glenn, quando voou na missão STS-95 aos 77 anos de idade.

Marcos não-governamentais[editar | editar código-fonte]

O primeiro viajante espacial não-governamental foi Byron K. Lichtenber, pesquisador do Instituto Tecnológico de Massachusetts que voou na missão STS-9.[13] Em dezembro de 1990, Toyohiro Akiyama tornou-se o primeiro repórter a viajar no espaço pela missão Soyuz TM-11. Da órbita, fez várias matérias ao vivo para os espectadores do canal Tokyo Broadcasting System (TBS) durante sete dias, narrando o cotidiano de uma missão espacial.

Viajantes autofinanciados[editar | editar código-fonte]

A primeira pessoa a voar em uma missão totalmente financiada com fundos privados foi Mike Melvill, pilotando o SpaceShipOne flight 15P numa jornada sub-orbital, embora fosse um piloto de teste empregado pela Scaled Composites. Cinco outros, até 2007, pagaram para voar no espaço. Todos os participantes, listados abaixo, decolaram e acoplaram na Estação Espacial Internacional em naves Soyuz.

  1. EUA. Dennis Tito: 28 de Abril a 6 de Maio de 2001
  2. África do Sul. Mark Shuttleworth: 25 de Abril a 5 de Maio de 2002
  3. EUA. Gregory Olsen: 1 a 11 de Outubro de 2005
  4. EUA. Irão. Anousheh Ansari: 18 a 29 de Setembro de 2006
  5. EUA. Hungria. Charles Simonyi: Março de 2007
  6. Estados Unidos Richard Garriott: outubro de 2008
  7. Estados Unidos Hungria. Charles Simonyi: Março de 2009 (primeiro a ir duas vezes ao espaço como turista)
  8. Canadá Guy Laliberté: outubro de 2009[14]

Mortes[editar | editar código-fonte]

Até 2008, dezoito astronautas perderam a vida em uma conexão espacial. Treze deles foram americanos, quatro soviéticos e um israelense, mas devido a tecnologias, a probabilidade de mortes vem diminuindo.

Insígnia[editar | editar código-fonte]

Na NASA, as pessoas que completam o treinamento de astronauta recebem uma insígnia de merecimento. Depois de ter voado no espaço e ter regressado, o astronauta recebe um pino de ouro.

Referências

  1. NASA (2006). Astronaut Fact Book (.pdf) (em inglês) National Aeronautics and Space Administration. Página visitada em 4 de Outubro de 2007.
  2. Marie MacKay (2005). Former astronaut visits USU (em inglês) The Utah Statesman. Página visitada em 4 de Outubro de 2007.
  3. Bill Harwood (2008). "Soyuz TMA-12 Quick-Look Data" (em Inglês). CBS News.
  4. Encyclopedia Astronautica (2007). "Women of Space" (em Inglês). Encyclopedia Astronautica.
  5. NASA. "NASA's First 100 Human Space Flights" (em Inglês).
  6. NASA (2005). "Sergei Konstantinovich Krikalev Biography" (em Inglês). NASA.
  7. NASA (2005). "Krikalev Sets Time-in-Space Record" (em Inglês). NASA.
  8. NASA. ""Peggy A. Whitson (Ph.D.)"". Biographical Data. National Aeronautics and Space Administration.
  9. Female Astronauts and Cosmonauts (sorted by "First mission") Spacefacts. Página visitada em 16/06/2013.
  10. China View: "'Taikonauts', a sign of China's growing global influence.
  11. NASA (2006). "Astronaut Candidate Training" (em inglês).
  12. NASA (2007). "Astronaut Candidate Program" (em inglês). NASA.
  13. NASA (2002). "Byron K. Lichtenberg Biography" (em inglês). NASA.
  14. Espaçonave com fundador do Cirque du Soleil chega à plataforma espacial.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Astronauta