Atacama Large Millimeter Array

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Antenas do projeto ALMA

A Matriz Atacama de Largo Milímetro/submillímetro (ALMA) é o maior projeto de astronomia terrestre existente, uma facilidade revolucionária para a astronomia mundial. ALMA é composta por um conjunto de 66 antenas gigantes de 12 metros por 7 metros de diâmetro, pesando cada uma 115 toneladas, para captação de micro-ondas emitidas por corpos celestes. A construção do ALMA começou em 2003 iniciando as observações científicas em 2011. ALMA está localizado a uma altitude de 5000 metros, na Zona de Chajnantor, a leste da vila de San Pedro de Atacama, no Chile - um dos maiores sítios de observação astronômica do mundo. O megaobservatório foi inaugurado no dia 13 de março de 2013[1] . Orçado em um bilhão de euros, ele faz parte da parceria entre a Europa, Ásia Oriental e América do Norte em cooperação com a República do Chile. ESO é o parceiro europeu na ALMA.[2]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Atacama Large Millimeter Array

Referências

  1. g1.globo.com/ Megaobservatório é inaugurado a 5 mil metros de altitude nos Andes
  2. ESO, the European Southern Observatory (18/01/2012 23h48), http://www.eso.org/public/about-eso/esoglance.html
Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.