Athirson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Athirson
Informações pessoais
Nome completo Athirson Mazzoli e Oliveira
Data de nasc. 16 de janeiro de 1977 (37 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ),  Brasil
Nacionalidade  Brasil
Altura 1,83 m
Canhoto
Informações profissionais
Clube atual Brasil Flamengo (showbol)
Número 7
Posição Lateral-esquerdo e Meio de Campo
Site oficial www.athirson.com.br
Clubes de juventude
Brasil Flamengo
Clubes profissionais12
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
19962000
1998
20012004
20022003
2004
2004
2005
20052007
2007
2008
20082009
2009
20102011
20112012
Brasil Flamengo
Brasil Santos (emp.)
Itália Juventus
Brasil Flamengo (emp.)
Rússia CSKA Moscou (emp.)
Brasil Flamengo
Brasil Cruzeiro
Alemanha Bayer Leverkusen
Brasil Botafogo
Brasil Brasiliense
Brasil Portuguesa
Brasil Cruzeiro
Brasil Portuguesa
Brasil Duque de Caxias
0177 000(21)
0025 0000(1)
0005 0000(0)
0078 000(16)
0000 0000(0)
0026 0000(3)
0027 0000(5)
0033 0000(2)
0007 0000(0)
0006 0000(1)
0029 0000(7)
0015 0000(0)
0036 0000(3)
0000 0000(0)
Seleção nacional3
19992003 Brasil Brasil 0019 0000(2)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 27 de Novembro de 2010.
2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 10 de Outubro de 2010.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 10 de Outubro de 2010.

Athirson Mazzoli e Oliveira,[1] mais conhecido como Athirson (Rio de Janeiro, 16 de janeiro de 1977[2] ), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como lateral-esquerdo.

É comentarista de futebol no canal Fox Sports no Brasil.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Revelado nas divisões de base do Flamengo, Athirson começou a atuar, profissionalmente, no ano de 1996.

Muito habilidoso, cativou a torcida rubro-negra logo de cara, consolidando-se na lateral-esquerda do time, deixando Gilberto no banco de reservas. No início de 1998, foi emprestado ao Santos, porém tornou a vestir a camisa do Flamengo no mesmo ano.

Em 2001, recusou uma proposta do Barcelona e assinou contrato com a Juventus após uma batalha judicial em seu fim de contrato. No futebol italiano, fez apenas cinco jogos, não marcou nenhum gol e foi afastado após a contratação de Marcello Lippi para o cargo de técnico do clube.[3]

Mais experiente, por volta dessa época, passou a treinar cobranças de faltas e, desta maneira, passou a marcar muitos gols para o Flamengo. Revivendo uma boa fase em sua carreira, Athirson ganhou a Bola de Prata, da Revista Placar, por seu desempenho no Campeonato Brasileiro de 2002.

Em 2004, Athirson rescindiu o contrato com a Juventus e passou cinco meses no CSKA Moscou antes de voltar para o Flamengo, pela quarta vez em sua carreira. Contudo, naquele momento, já era, notoriamente, um jogador em decadência. Sem conseguir mais se livrar da marcação dos zagueiros adversários, Athirson havia perdido, completamente, aquilo que fora sua maior virtude no passado, o seu poder ofensivo.

Ironicamente, enquanto Athirson tentava reencontrar seu futebol no Brasil, jogando no Flamengo e depois no Cruzeiro, Gilberto, seu antigo reserva no início da carreira, estava na Seleção Brasileira, chegando inclusive a ter sido convocado para a Copa do Mundo de 2006.

Em 2005, Athirson foi negociado com o Bayer Leverkusen, da Alemanha. Ficou dois anos por lá, mas não conseguiu se destacar, o que acabou resultando em um longo período de inatividade.

Então, nesta condição, foi repatriado pelo Botafogo, em meados de 2007, a despeito da desconfiança geral. Visivelmente fora de forma, teve pouquíssimas oportunidades de atuar e, assim sendo, rescindiu seu contrato após três meses.

No início de 2008, acertou com o Brasiliense, para a disputa da Série B, porém, no meio da competição, optou transferir-se para a Portuguesa, onde reencontrou o seu futebol realizando boas partidas que acabaram lhe rendendo elogios de antigos críticos. Foi o capitão da equipe e um dos destaques do time.

Após a boa campanha da Portuguesa no Paulistão 2009, Athirson decidiu por não renovar o contrato com a Portuguesa, visto que já possuía proposta do Cruzeiro, e segundo ele lá iria ter mais visibilidade nacional, disputando a Libertadores 2009.

Ao término do brasileiro, o jogador retornou à Portuguesa na série B no ano de 2010. No ano de 2011 e acertou com o Duque de Caxias.

Em 2012, aceitou compor o elenco do showbol do Flamengo e ao mesmo tempo, decidiu encerrar sua carreira futebolística. Em Julho, fez parte do elenco da Seleção Brasileira de Futebol de 7 que se sagrou campeã do Mundialito.[4] é nesse mesmo mês, foi contratado pelo canal Fox Sports, para ser o comentarista do canal.[5]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Flamengo
Santos
Juventus
CSKA Moscou
Brasiliense
Cruzeiro
Seleção Brasileira

Futebol de 7[editar | editar código-fonte]

Flamengo Showbol

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Athirson Mazzoli e Oliveira. Br.soccerway.com.
  2. Dados pessoais do atleta. Ogol.com.br.
  3. Quattro Tratti. Brasileiros no calcio: Athirson (em português). Quattrotratti.com. Página visitada em 10 de abril de 2010.
  4. Título não preenchido, favor adicionar. Foxsports.com.br.
  5. Fox Sports contrata ex-jogador Athirson para exercer função de comentarista. Esporteemidia.com.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.