Atibaia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município da Estância Climática de Atibaia
"Estância de Atibaia"
Vista tendo ao fundo a Pedra Grande

Vista tendo ao fundo a Pedra Grande
Bandeira da Estância Climática de Atibaia
Brasão da Estância Climática de Atibaia
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 24 de junho de 1665 (349 anos)
Gentílico atibaiense
Lema Ouvi o Tropel das Bandeiras[1]
Prefeito(a) Saulo Pedroso de Souza (PSD)
(2013–2016)
Localização
Localização da Estância Climática de Atibaia
Localização da Estância Climática de Atibaia em São Paulo
Estância Climática de Atibaia está localizado em: Brasil
Estância Climática de Atibaia
Localização da Estância Climática de Atibaia no Brasil
23° 07' 01" S 46° 33' 00" O23° 07' 01" S 46° 33' 00" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Macro Metropolitana Paulista IBGE/2008[2]
Microrregião Bragança Paulista IBGE/2008[2]
Municípios limítrofes Norte: Bragança Paulista;
Leste: Piracaia, Nazaré Paulista e Bom Jesus dos Perdões;
Sul: Mairiporã, Franco da Rocha e Francisco Morato;
Oeste: Campo Limpo Paulista e Jarinu
Distância até a capital 67 km[3]
Características geográficas
Área 478,101 km² [4]
População 140 614 hab. Censo IBGE/2013[5]
Densidade 294,11 hab./km²
Altitude 803 m
Clima tropical de altitude Cwb
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,765 alto PNUD/2013[6]
PIB R$ 2 198 384,451 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 17 528,46 IBGE/2008[7]
Página oficial

Atibaia é um município do estado de São Paulo, no Brasil. Localiza-se a uma altitude de 803 metros. Sua população era de 140.614 habitantes em 2013, de acordo com o censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

História[editar | editar código-fonte]

Já antes da fundação do atual município de Atibaia, este era o nome dado ao sítio onde hoje se encontra o município. Larga controvérsia tem havido entre os tupinólogos que têm procurado definir o verdadeiro significado desta palavra.

Segundo frei Francisco dos Prazeres Maranhão, em seu glossário de palavras indígenas, o nome Tybaia significa "rio da feitoria".

Para João Mendes de Almeida, em seu Dicionário Geográfico da Província de São Paulo, teve origem no rio que lhe empresta o nome, concluindo: "Atibaia, corruptela de Tipai, "rio alagado". Por isso, os antigos diziam Tipaia e não Atibaia, de Ti, "rio"; Pa, aférese de iupá, "lagoa, alagadiço" e I, preposição significando "em", alusiva a correrem várzeas extensas por entre alagadiços".

Devido à presença de uma serra em Atibaia, a origem do nome pode estar na corruptela Tipai, "morro dependurado". De ti, "montão" e pai, "dependurado".

Teodoro Fernandes Sampaio diz que Atibaia, antigamente Tibaya, como escreveu Manuel Aires de Casal, significa "água saudável" (ty-b-aia), podendo ainda ser "água trançada, revolta ou confusa". O mesmo autor ainda aponta os significados possíveis de "pomar saudável" (atyb-aia) e "sítio saudável" (tyb-aia)[8] .

Plínio Ayrosa, em valiosa colaboração para o jornal O Estado de São Paulo, conclui que "Tibaia significa "água salobra, acre, ruim, poluída". Mas esse mesmo tupinólogo, em seu livro Primeiras Noções de Tupi, define: "Atibaia – (Ty-Baio) – o "rio manso de águas tranquilas, de água agradável ao paladar".

O Vocabulário na Língua Brasílica, obra de um jesuíta do século 16 publicada por Plínio Ayrosa em 1938,[9] aponta, como origem, o termo tupi atybaîa, com o significado de "madeixa de cabelo que os índios têm sobre as orelhas"[10] . Eduardo de Almeida Navarro se posiciona a favor dessa explicação, especulando que, talvez, os índios da região tivessem essa característica física.[11]

Hoje, se escreve e se diz "Atibaia". As formas "Tybaia", "Thibaya", "Atubaia" etc. já estão fora do domínio de nosso povo.

Fundação[editar | editar código-fonte]

A história do município de Atibaia está diretamente ligada à atuação dos bandeirantes, desbravadores de terras virgens que lideravam pequenas comitivas exploradoras, em busca de índios e pedras preciosas. Partindo, em sua maioria, de São Paulo, o destino preferido era Minas Gerais e seus tesouros. Como a viagem era longa e árdua, exigia muitas paradas para descanso e reabastecimento. A primeira delas, ainda nas proximidades de São Paulo, ficava numa colina banhada por um rio, que os índios chamavam de tubaia ou atubaia (em língua indígena: "água agradável ao paladar").[12]

Logo, um dos bandeirantes, exímio conhecedor da região e descendente de uma das mais conhecidas famílias da vila de São Paulo, Jerônimo de Camargo[13] fixou-se no local, fundando uma fazenda de gado e construindo uma pequena capela sob a invocação de São João Batista, inaugurada no dia 24 de junho de 1665, data que marcou a fundação do município. Vindo do sertão com um grupo de índios guarus catequizados, por ordem da Câmara Municipal de São Paulo, o padre Mateus Nunes de Siqueira instalou-os ao lado do sítio de São João Batista.

Nesse momento, o local fixou-se como parada obrigatória para quem seguia em direção a Minas Gerais e o povoado começou a desenvolver-se lentamente.

A capela passou a ser capela curada (ter padre próprio) em 1679. Em 1687, recebeu a visita do Padre Providencial, que celebrou missa na igrejinha.

Jerônimo de Camargo faleceu em Jundiaí, no início de 1707[14] , porém seu trabalho teve sequência por meio de seus descendentes nas fazendas de gado, inclusive em relação à luta pela emancipação do vilarejo. Quarenta anos depois, por alvará de 13 de agosto de 1747, a aldeia tornou-se "freguesia" e assim nasceu o distrito de São João de Tybhaia (conforme a grafia da época).

Pouco mais de duas décadas mais tarde, a corte portuguesa elevou o distrito de Tibaia à categoria de vila e município, por portaria de 27 de junho de 1769. No ano seguinte, foi instalada a primeira Câmara Municipal, com grandes solenidades no levantamento do pelourinho. Independente e com administração própria, a vila progrediu rapidamente. De fato, em pouco tempo tornou-se uma espécie de celeiro da capital paulista, graças ao grande desenvolvimento da pecuária e da cultura de cereais, principalmente de trigo.

Pela Lei Provincial 26, em 22 de abril de 1864, recebeu o título de município. Em 20 de dezembro de 1905, pela Lei Estadual 675, o município de São João de Atibaia passou a denominar-se apenas Atibaia.

Uma sequência de grandes melhorias — como a instalação de redes de água, esgoto e luz elétrica, as inaugurações do Grupo Escolar José Alvim e do Hotel Municipal, a criação da primeira indústria têxtil, o alargamento das ruas, o ajardinamento das praças — vieram com a proclamação da república, com o início de uma fase de grande desenvolvimento de Atibaia, que mudaram significativamente o perfil da pobre vila de São João do Atibaia e deram origem à Atibaia que conhecemos hoje.

Turismo & Cultura[editar | editar código-fonte]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Atibaia vista da Pedra Grande.
Pedra Grande, Atibaia.
Paraglider na Pedra Grande, em Atibaia

O Monumento Natural Estadual da Pedra Grande é um dos pontos turísticos de Atibaia. Se localiza a 1 450 metros acima do nível do mar. No alto de uma colina, aflora um enorme monólito que permite em algumas ocasiões, a prática de voo livre, asa delta, paraglider, escalada, rapel e mesmo de um magnífico mirante para toda Atibaia e regiões vizinhas a ela.

A partir da Pedra Grande, é possível ver, em dias com boa visibilidade, sete municípios.

Existem dois acessos principais que levam ao cume da Pedra Grande, um para carros e outros através de trilhas: - Acesso para carros: Na Rodovia D. Pedro I - SP-065 sentido Jacareí, pegue à direita no primeiro retorno após passar por Atibaia (após passar a ultima entrada). Você vai ter acesso a uma rua de terra, a partir desse ponto tem-se placas indicativas até o cume. O trajeto possui aproximadamente dez quilômetros. - Acesso via trilhas: existem três trilhas principais, catalogadas, que levam ao cume da Pedra Grande. Todas partem a partir de um mesmo ponto, situado no final do Bairro Arco-Íris, bairro que fica em frente ao Pouso de Asa Delta. As três trilhas são: Minha Deusa (aprox. 2,4 km), Mangueira (aprox. 2,6 km) e Monges (aprox. três km), que seguem caminhos: à esquerda, centro e direita a partir de seu início comum. O ideal para subidas é sair cedo e sempre levar água consigo, para evitar desidratação. Nas trilhas Minha Deusa e Mangueira, tem-se duas nascentes de água (potável?). Caso sua pela trilha dos Monges (considerada a mais bonita), para se ter acesso à nascente, dever-se-á retornar uns quinze minutos quando esta se encontra com a Mangueira.

Inaugurado em 2008 num dos pontos mais aconchegantes e belos do município, o Teleférico de Atibaia, liga o Lago do Major à parte alta do município, num percurso de 550 metros, passando por sobre o lago, sobre o balneário, sobre um espelho d’água, próximo ao Centro de Convenções e, ainda, com uma bela vista da paisagem local e do Morro da Pedra Grande. Com equipamento de última geração, proporciona um agradável convívio com a natureza, com muita segurança e tranquilidade.

Juntamente com o "passeio de charrete", é uma boa opção de lazer para os turistas, bem como para os habitantes de Atibaia.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Em anos recentes a cidade de Atibaia vem se afirmando como um importante polo cultural em diversas áreas tais como audiovisual, cinema de curta metragem, resgate da cultura paulista, entre outros eventos. Vários destes eventos fazem parte do calendário permanente da cidade, tais como: - Congada, com grupos locais e de todo país (durante o ciclo natalino); - Revelando São Paulo (primeira semana de janeiro); - Carnaval a moda antiga (marchinhas e blocos) na praça da matriz; - Festival de curta metragem (maio); - Festival de inverno (atrações musicais diversas). Muitos destes eventos foram organizados seguindo sob uma agenda coordenada pela secretaria de cultura da cidade, refletindo em uma melhora significativa na gestão, divulgação e participação assídua de público heterogêneo. Porém sem a cunha de eventos de "público de massa" típicos de ações intermediadas pelo poder público.

Estância Climática[editar | editar código-fonte]

Pedra Grande vista a partir de Atibaia.

Atibaia é um dos 12 municípios paulistas considerados estâncias climáticas pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. Também, o município adquire o direito de agregar junto a seu nome o título de Estância Climática, termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima de Atibaia é Tropical de altitude, tendo invernos relativamente frios e secos e verão quente e chuvoso.

Gráfico climático para atibaia
J F M A M J J A S O N D
 
 
239
 
27
18
 
 
218
 
28
18
 
 
160
 
27
18
 
 
76
 
25
16
 
 
74
 
23
13
 
 
56
 
22
12
 
 
43
 
22
12
 
 
38
 
23
13
 
 
81
 
24
14
 
 
124
 
24
15
 
 
145
 
26
16
 
 
201
 
26
17
Temperaturas em °CPrecipitações em mm
Fonte: Canal do Tempo

Demografia[editar | editar código-fonte]

Vista geral do Centro de Atibaia

População total: 140.603

  • Urbana: 115.229
  • Rural: 11.374
  • Homens: 62.211
  • Mulheres: 64.392
  • PIB per capita: R$24.189,11

(Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Censo 2010, código do município: 3504107

Densidade demográfica: 264,61 hab./km²

Mortalidade infantil até 1 ano: 12,57 por mil

Expectativa de vida: 73,08 anos

Taxa de fecundidade: 2,24 filhos por mulher

Taxa de Alfabetização: 92%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,819

  • IDH-M Renda: 0,791
  • IDH-M Longevidade: 0,801
  • IDH-M Educação: 0,866

(Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada)

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Ônibus Municipal[editar | editar código-fonte]

O município possui uma empresa que faz a ligação entre o movimentado centro aos demais bairros urbanos e rurais, o chamado transporte urbano. Viação Atibaia-São Paulo. Parte de sua frota está adaptada para acessibilidade.

Ônibus Intermunicipais e Interestaduais[editar | editar código-fonte]

Convencional - São Paulo, São Bernardo do Campo, Santo André, São Caetano do Sul, Mairiporã, Bragança Paulista, Pinhalzinho, Socorro, Lindoia, Águas de Lindoia, Monte Sião, Ouro Fino, Varginha.

Convencional - São Paulo, Mairiporã, Jarinu, Jundiaí, Piracaia, Joanópolis, Campinas, Bom Jesus dos Perdões, Nazaré Paulista, Guarulhos.

Educação[editar | editar código-fonte]

Atibaia conta com o Polo de Apoio Presencial do Centro Universitário Internacional UNINTER. São 26 cursos de graduação EAD e mais de 30 cursos em Pós-Graduação EAD.

www.poloatibaia.com.br

Na cidade você encontra também o Colégio da Estância de Atibaia que atende alunos da Educação Infantil ao Ensino Médio além de Curso Pré-Vestibular, Curso de Corretores de Seguros (único na cidade) e Cursos Livres em geral.

www.ceatibaia.com.br

Bairros[editar | editar código-fonte]

Zona Urbana

Jardim Imperial Um dos mais Populosos bairros de Atibaia co cerca de 25 mil famílias e em crescimento a cada dia destacado por ser um dos bairros com mais investimento publico de Atibaia , o bairro possui toda infraestrutura social e comercial em expansão ,possui duas saídas para a Rodovia Fernão Dias Escolas primarias e secundarias e um Terminal Rodoviário municipal.

Jardim Cerejeiras Um dos Bairros mais populosos de Atibaia ,tendo como avenida principal a Avenida Copacabana movimentada via de acesso interligando os bairros Cerejeiras, Caetetuba, Casas populares, Jardim Imperial, Chácaras Fernão Dias, Condomínio Palavra da Vida , Jardim Maracanã. O Bairro possui uma ETEC (Centro Paula Souza), Supermercados, Escolas primárias e área comercial no curso da Avenida Capacabana.

Caetetuba O Bairro Caetetuba é um dos bairros mais antigos da Cidade de Atibaia , sendo referência no passado por possuir uma estação ferroviária da extinta Estrada de Ferro Bragantina, tendo seus extremos periféricos é um bairro com arquitetura contemporânea. O Acesso principal é feito pela extensa e movimentada Avenida Jerônimo de Camargo que interliga Leste a Sul da Cidade. Jardim Paulista Bairro residencial de Atibaia

Alvinópolis O Bairro do Alvinópolis é um bairro bonito e agradável de passear com grande atividade residencial e se destacando por possuir uma enorme atividade comercial principalmente na conhecida Avenida Dona Gertrudes.

Alvinópolis II Bairro residencial as margens Oeste da Rodovia Fernão Dias e ao leste do Jardim Cerejeiras é um bairro novo e ainda em pleno desenvolvimento com acesso a Avenida Flávio Pires de Camargo.

Recreio Estoril Este bairro foi fundado por Aniceto Tavares Rodrigues, imigrante português que loteou a região e deu o nome de Recreio Estoril (lugar onde nasceu no país europeu). Na região noroeste do bairro, existe um terreno que antigamente era conhecido como "Lagoa do Aniceto" e está situada em frente a rua Aniceto Tavares Rodrigues. Bairro Conhecido por possui um dos melhores Hospitais da Cidade Albert Sabin , o Bairro em si é uma área industrial dividindo em seus extremos habitações residenciais e poucos comércios varejistas, também conhecidos por suas casas de musica e dança (forró), e alguns outros bares em geral. Bairro as Margens da Pista Sul da Fernão Dias.

Jardim Maristela I Bairro Residencial de Atibaia

Jardim Maristela II Bairro residencial de Atibaia com Alguns comercios locais .

Estancia Lynce Estancia Comercial de Atibaia Conhecida pela sua extensa e principal, Avenida Lucas Nogueira Garcez, uma referencia em Atibaia , tanto em Comercio quanto em entretenimento cultura e lazer ,tendo inicio na Rodovia Fernão Dias e finalizando no centro histórico de Atibaia. Possui bares e estabelecimentos diversos para compras, tour e entretenimento como o referenciado Mc Donalds e suas Luxuosas casas noturnas, hotéis e restaurantes.


Bairro da Usina Bairro Rural com alto padrão e ótimos condomínios e pousadas situado na Estrada da Usina de Atibaia que interliga-se a Rodovia Dom Pedro II a Atibaia pela Avenida Flávio Pires de Camargo, possui a Usina Hidroelétrica um dos pontos turísticos de Atibaia com uma Linda represa.

Bairro Maracanã A Cerca de 8km pela Avenida Copacabana ou pela Estrada Velha de Campo limpo é um Bairro composto por chácaras e casas de Campo tendo no Centro do Bairro escola e pequena área de lazer(uma Praça) possui pouca atividade comercial local.

Bairro Chácaras Fernão Dias Bairro Residencial com mínima atividade comercial composto por chácaras.

Cidade Irmã[editar | editar código-fonte]

  • Coreia do Sul Goyang - Para incremento no intercâmbio cultural com ênfase ao cultivo e exposição de flores, importante atividade econômica e turística, as cidades de Atibaia e a sul coreana Goyang foram oficialmente consideradas cidades-irmãs em 12 de novembro de 2012.

Administração[editar | editar código-fonte]

[15]

Referências

  1. http://www.atibaia.sp.gov.br/portal/index.asp?centro=simbolos
  2. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  3. Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista. Página visitada em 26 de janeiro de 2011.
  4. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  5. Censo Populacional 2013 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2013.
  6. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 01 de agosto de 2013.
  7. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  8. DRUMMOND, C. Contribuição ao Estudo da Toponímia Brasileira de Origem Indígena. Sociedade Geográfica Brasileira. p.4
  9. NAVARRO, E. A. Dicionário de tupi antigo: a língua indígena clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013. p. XII.
  10. DRUMMOND, C. Contribuição ao Estudo da Toponímia Brasileira de Origem Indígena. Sociedade Geográfica Brasileira. p.4
  11. NAVARRO, E. A. Dicionário de tupi antigo: a língua indígena clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013. p. 545,546.
  12. Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura da Estância de Atibaia (2002). Eixo de Oportunidades em Negócios, Esportes, Turismo e Lazer — Dados do Município 2002(PDF) Site Oficial da Estância de Atibaia.
  13. A Origem Moura dos Camargos Fraternidade Serrana.
  14. Camargos Família Barroso.
  15. Posse dos eleitos lotou Centro de Convenções em Atibaia Atibaianews.com.br (01 de Janeiro de 2013).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Atibaia