Aticismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Aticismo é uma dsignação dada ao movimento literário ou retórico que procurava imitar o estilo e a maneira da prosa ática (ateniense). Começou por volta do primeiro quartel do século I a.C., como uma reação ao Asianismo.[carece de fontes?] Em português, o termo é sinônimo de uma determinada elegância no comportamento, característica dos áticos, ou um estilo elegante, conciso e delicado, evocativo dos autores clássicos da Ática.[1] [2]

Apesar de um certo rebuscamento na linguagem, era compreensível e difundido em todo o mundo helênico, estabelecendo conexões culturais vitais através do Mediterrâneo e mais além, de tal sorte que sobreviveu até o Renascimento.[carece de fontes?]

Foi cultivado por escritores como Luciano de Samósata, por retóricos de relevo como Dionísio de Halicarnasso, e por gramáticos como Herodiano e Frínico,[desambiguação necessária] em Alexandria.[3]

Chamou-se também de Aticismo a um estilo de pintura que surgiu na França, entre os anos 1647 e 1660, constituindo-se uma corrente artística dentro do classicismo francês.[carece de fontes?]

Notas e referências

  1. aticismo Dicionário Caldas Aulete da Língua Portuguesa. aulete.uol.com.br. Página visitada em 8 de novembro de 2012.
  2. aticismo Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora. www.infopedia.pt. Página visitada em 8 de novembro de 2012.
  3. Dieterich, Karl (1908). Byzantine Literature (em inglês) www.newadvent.org. Robert Appleton Company, New Advent Catholic Encyclopedia. Página visitada em 8 de novembro de 2012.

Bibliografia adicional

  • Bowder, Diana - "Quem foi quem na Roma Antiga", São Paulo, Art Editora/Círculo do Livro S/A,s/d


Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.