Atobá-de-abbott

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaAtobá-de-abbott
Abbotts Booby (Papasula abbotti).jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 EN pt.svg
Em perigo (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Pelecaniformes
Família: Sulidae
Género: Papasula
Espécie: P. abbotti
Nome binomial
Papasula abbotti
(Ridgway, 1893)

Papasula abbotti, conhecido vulgarmente como Atobá-de-abott é uma ave da família Sulidae com 79 centímetros.

Descrição[editar | editar código-fonte]

O atobá-de-abbott é uma ave de corpo esbelta de coloração preto e branco. A cabeça, pescoço e partes inferiores são de coloração branca enquanto que nas asas tem manchas pretas na parte superior e nas bordas das asas a coloração branca. Na parte inferior das costas é branca, na zona da alcatra e da cauda é manchado de preto. Enquanto jovens as asas e a cauda são de cor castanha. No sexo masculino, o bico é caracterizado por uma vívida cor azul-cinza com ponta preta e no sexo feminino o bico é de cor rosa com ponta preta. Ambos os sexos têm as pernas e patas de cor cinzento-escuro.

Criação[editar | editar código-fonte]

Os atobá-de-abbott ficam juntos aos pares por duas temporadas consecutivas no seu ninho colonial entre Abril e Outubro. É colocado um único ovo no ninho que é construído com galhos folhosos, e ambos os pais encubam o ovo entre eles durante 56 dias, muito mais tempo entre os membros desta família de aves. A reprodução começa por volta dos 8 anos e a expectativa de vida é de cerca de 40 anos. A média de sucesso na reprodução é de 30 por cento e cada par reproduz uma cria a cada nove anos.

Estado[editar | editar código-fonte]

Esta ave está em perigo devido à mineração de fosfato que causou a destruição de cerca de um terço do habitat natural. Pode ser avistada no Oceano Índico apesar da criação ser feita na Ilha do Natal. As longas ausências da ilha poderão ser devido ao forrageamento que ocorrem fora de Java e a noroeste da Austrália.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

O atobá-de-abbott alimenta-se de lulas e peixes mergulhando na água. Os adultos retornam ao ninho no final da tarde e no final da noite para alimentar os seus filhos. Esta ave depende muito das ressurgências frias vindas da Ilha do Natal onde há maior abundância de alimento.

Habitat[editar | editar código-fonte]

O habitat natural do atobá-de-abbott é em florestas no planalto em terras altas da Ilha do Natal. O forrageamento ocorre no Oceano índico. Os ninhos são feitos em árvores altas, principalmente em que o vento seja predominante a noroeste. As árvores têm um baldaquino aberto para apoiar os jovens filhotes.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Yorkston, H. D.; Green, P. T. 1997. The breeding distribution and status of Abbott's booby (Sulidae: Papasula abbotti) on Christmas Island, Indian Ocean.
  • Biological Conservation 79(2-3): 293-302.
  • Garnett, S. T.; Crowley, G. M. 2000. The action plan for Australian birds 2000. Environment Australia, Canberra.
  • Commonwealth of Australia. 2004. Background information on Abbott's Booby Papasula abbotti.
  • James, D. J. 2004. Christmas Island biodiversity monitoring programme. Third Quarterly Report April-June 2004.
  • James, D. J. 2007. Christmas Island biodiversity monitoring programme: summary report, December 2003 - April 2006.
  • Pratt, H. D.; Retter, M. L. P.; Chapman, D.; Ord, W. M.; Pisano, P. 2009. An Abbott's Booby Papasula abbotti on Rota, Mariana Islands: first historical record for the Pacific Ocean. Bulletin of the British Ornithologists' Club 129(2): 87-91.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]