Atribuição

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portal A Wikipédia possui o
Portal de Psicologia

O termo atribuição designa em psicologia o processo pelo qual o indivíduo busca explicar a causa de acontecimentos, sobretudo o comportamento alheio e o próprio.[1]

O termo foi usado pela primeira vez nesse contexto por Fritz Heider que, com o seu conceito do ser humano como "pequeno cientista" ou "cientista ingênuo" (al. naiver Wissenschaftler), afirmava que o ser humano procura compreender o mundo à sua volta e, para isso, gera explicações "ingênuas", isto é não científicas, para os fenômenos que ele observa. Tais explicações referem-se a duas dimensões distintas: à Localização da causa do fenômeno e à sua Estabilidade.[1]

De acordo com a localização de sua causa, um fenômeno pode ser atribuído interna- ou externamente, conforme a causa seja vista no indivíduo ou no meio-ambiente - por exemplo alguém quer deixa um copo cair pode explicá-lo de duas formas: (1) eu sou mesmo desajeitado (internamente) ou (2) o copo estava escorregadio (externamente). Já com relação à estabilidade pode o fenômeno ser estável ou variável. Assim surgem quatro maneiras de se explicar o comportamento de uma pessoa:[1]

  • Fenômeno estável com causa interna (eu quebrei o copo porque sou desajeitado)
  • Fenômeno variável com causa interna (eu quebrei o copo porque estava desatento naquele instante)
  • Fenômeno estável com causa externa (eu quebrei o copo porque copos se quebram facilmente)
  • Fenômeno variável com causa externa (eu quebrei o copo porque ele estava escorregadio)

Desde meados do século XX essas idéias de Heider conduziram a uma série de pesquisas e ao desenvolvimento de várias teorias a respeito de como as pessoas geram tais explicações e de como estas influenciam sua maneira de pensar, sentir e agir.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Rudolph, U. (2003). Motivationspsychologie. Weinheim: Beltz-Verlag.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre psicologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.