Aucubina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aucubina
Alerta sobre risco à saúde
Aucubin skeletal.svg
Nome IUPAC (2S,3R,4S,5S,6R)-2-[-(1S,4aR,5S,7aS-5-hidroxi-7-(hidroximetil-1,4a,5,7a-tetrahidrociclopenta-[c]-piran-1-il]-oxi]-6-(hidroximetil)-oxano-3,4,5-triol
Outros nomes Aucubina
Identificadores
Número CAS
PubChem 91458
Propriedades
Fórmula molecular C15H22O9
Massa molar 346,32978 g/mol
Ponto de fusão

175–178 °C[1]

Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

A aucubina é um metabolito secundário muito comum, do grupo dos iridoides. É o glicosídeo formado pela combinação da aglicona aucubigenina e uma unidade de glicose. Tal como os outros monoterpenos, é composto por duas unidades de isopreno, cada uma com cinco átomos de carbono, sintetizadas na planta. Entretanto, ao contrário da maioria dos iridoides, de dez carbonos, a estrutura da aucubina contém apenas nove, pois durante a sua biossíntese um grupamento metila é oxidado a carboxila e então eliminado, por descarboxilação.

Literatura[editar | editar código-fonte]

  • R. Hänsel, O. Sticher: Pharmakognosie, Phytopharmazie, 8. Auflage, Springer Verlag, Berlin 2007, ISBN 3-540-34256-7.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Catálogo da companhia Carl Roth Aucubina, acessado em 19 de Agosto de 2011