Audi F103

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Audi F103
Audi F103 (Sinsheim).JPG
O F103 constituiu um estágio de desenvolvimento dos primeiros modelos da Audi.
Visão Geral
Produção setembro de 1965 - julho de 1972
Produzidos 416,853[1] sendo: 386,361 sedãs e 27,492 peruas
Fabricante Audi, DKW, Auto Union
Montagem Ingolstadt, Alemanha
Modelo
Classe Compacto executivo
Carroceria Sedã 2 ou 4 portas
Caminhoneta 3 portas
Ficha técnica
Motor 1.5 - 1.8 L em linha I4
Transmissão 4 manual
Layout Tração dianteira, motor longitudinal dianteiro
Dimensões
Comprimento 4 380 mm (4,4 m)
Entre-eixos 2 490 mm (2,5 m)
Largura 1 622 mm (1,6 m)
Altura 1 626 mm (1,6 m)
Peso 1 065 kg (1,1 t)
Tanque 58 L
Cronologia
Último
Último
DKW F102
Audi 80
Próximo
Próximo


O F103 é um automóvel alemão produzido pela Audi em 1965 com base no DKW F102, logo após a aquisição da Auto Union pela Volkswagen. A denominação F103 designa também os seus derivados, produzidos entre 1965 e 1972, que se constituíram nos primeiros veículos da nova fase da Audi.

O Audi F103 foi produzido com a carroceria de um DKW F102 e um motor de quatro tempos, recebendo posteriormente outras adaptações. O motor de quatro tempos inicialmente empregado já vinha sendo desenvolvido anteriormente à aquisição pela Volkswagen, quando a Auto Union estava sob controle acionário da Daimler-Benz.

O F102 sucedeu a família F94 e AU1000 e era equipado com motor de dois tempos. O mercado de automóveis dos anos 1960 conferiu a esse motor uma imagem de algo antigo e ultrapassado, condenando-o a vendas aquém do esperado. Mesmo assim, ele continuou ainda sendo comercializado, mesmo já sem a marca DKW, enquanto o desenvolvimento do F103 não estava concluído.

O corpo do F103 teve o cofre do motor alongado, para alojar um motor de quatro tempos, tipicamente maior que os motores de dois tempos com volume de cilindrada equivalente, e recebeu revisões estéticas em seu interior e em seu exterior. Desde o início, a Volkswagen tinha intenção de produzir sob a marca Audi automóveis luxuosos e de desempenho superior.

Logo surgiram, como seus derivados, os modelos comerciais Audi 72, Audi 80, Audi Super 90, Audi 60 e Audi 75, do final dos anos 1960 e início dos 70. O primeiro foi o próprio F103, inicialmente designado apenas como Audi e depois como Audi 72, em referência à potência de seu motor.

A denominação continuou dizendo respeito à potência do motor empregado. O Audi 72 foi produzido já em 1965, seguido do Audi 80, em 1966, ambos produzidos até 1969. Eles foram substituídos pelo Audi 75, produzido de 1969 a 1972. Também foram produzidos o Audi 60, de 1968 a 1972, e o Audi Super 90, de 1966 a 1972. Todos tiveram versões com duas e com quatro portas e, com exceção do Audi Super 90, também tiveram versões station wagon.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Oswald, Werner (1. Auflage 2001). Deutsche Autos 1945–1990, Band 4. Stuttgart: Motorbuch Verlag. ISBN 3-613-02131-5.