Autopreservação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Auto-preservação)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde março de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Autopreservação é a acção ou tendência, por parte de um indivíduo, para conservar a própria existência ou integridade [1] . É o desejo inato de manter-se vivo, quase universal em todos os organismos, que assegura a sua sobrevivência. É o instinto básico para preservar a própria vida. A dor e o medo são partes deste mecanismo. A dor motiva o indivíduo a afastar-se de situações perigosas à sua integridade, a proteger-se enquanto o corpo ferido cura e a abster-se de experiências semelhantes no futuro. O medo faz com que o organismo procure segurança e pode causar a libertação de adrenalina que incrementa a força do indivíduo e amplifica os sentidos tais como audição, olfacto e visão.

Robótica[editar | editar código-fonte]

A autopreservação é a terceira das leis da robótica propostas por Isaac Asimov em seus livros de ficção científica. Assim, um robô deve sempre procurar preservar a sua existência, a menos que esse comando entre em conflito com a segurança de um ser humano (primeira lei) ou a obediência aos humanos (segunda lei)[2] .

Referências

  1. "Self-preservation". The Free Dictionary by Farlex. Acesso em 8 de janeiro de 2013.
  2. Ficcionista e visionário do futuro. Superinteressante, novembro de 1993
Ícone de esboço Este artigo sobre ecologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.