Avaré

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município da Estância turística de Avaré
"Capital nacional do cavalo"
Vista aérea da cidade

Vista aérea da cidade
Bandeira da Estância turística de Avaré
Brasão da Estância turística de Avaré
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 15 de setembro de 1861 (152 anos)
Gentílico avareense
Prefeito(a) Paulo Dias Novaes Filho (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização da Estância turística de Avaré
Localização da Estância turística de Avaré em São Paulo
Estância turística de Avaré está localizado em: Brasil
Estância turística de Avaré
Localização da Estância turística de Avaré no Brasil
23° 05' 56" S 48° 55' 33" O23° 05' 56" S 48° 55' 33" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Bauru IBGE/2008[1]
Microrregião Avaré IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Borebi, Lençóis Paulista, Iaras, Pratânia, Itaí, Paranapanema, Botucatu, Itatinga, Cerqueira César e Arandu

[2]

Distância até a capital 263 km[3]
Características geográficas
Área 1 216,640 km² (SP: 20º)[4]
População 82 935 hab. (SP: 85º) –  Censo IBGE/2010[5]
Densidade 68,17 hab./km²
Altitude 766 m
Clima tropical de altitude Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,806 (SP: 133°) – muito alto PNUD/2000[6]
PIB R$ 851 245,630 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 10 164,86 IBGE/2008[7]
Página oficial

Avaré é um município do estado de São Paulo, no Brasil. Distancia-se 263 quilômetros da capital paulista. É oficialmente considerada uma estância turística.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

"Avaré" é um termo procedente do termo tupi abaré, que significa "padre"[8] .

Estância turística[editar | editar código-fonte]

Avaré é um dos 29 municípios paulistas considerados estâncias turísticas pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. Também, o município adquire o direito de agregar junto a seu nome o título de "Estância Turística", termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais.

História[editar | editar código-fonte]

Fundada em meados do século dezenove pelo major Vitoriano de Sousa Rocha e Domiciano Santana, o município surgiu em torno de uma capela votiva dedicada a Nossa Senhora das Dores.

Em busca de um lugar ideal para viver, com terras agricultáveis e água em abundância, os pioneiros de origem europeia chegaram à região da atual Avaré por volta de 1840, segundo as pesquisas mais recentes. Ao major Vitoriano de Sousa Rocha e a seu compadre, Domiciano Santana, é atribuída a fundação do município, cujo local, com vegetação exuberante e muitos recursos naturais, levou ambos, procedentes de Bragança Paulista e de Pouso Alegre, a enfrentarem as dificuldades iniciais, como os ataques de índios botocudos, e se estabelecerem.[10]

Por volta de 1861, ao cumprir uma antiga promessa - a vida salva de sua mulher depois de parto difícil - o major construiu uma capela bem no lugar onde hoje está erguido Santuário de Nossa Senhora das Dores. No altar da pequena igreja e futura matriz ele colocou a imagem daquela que se tornaria a padroeira do município.

Junto com o amigo Domiciano, fez, ainda, a doação de onze alqueires ao patrimônio da futura vila, isto no dia 15 de maio de 1862. Ao redor da capela, nasceu o povoado, chamado Rio Novo.

O major e Domiciano são considerados os fundadores e a data em que se comemora a festa do município é 15 de setembro, dia em que a liturgia católica celebra a festa de Nossa Senhora das Dores. A Vila do Rio Novo foi elevada à categoria de município com o nome de Avaré em 1891.

Memorial P. Bocci - Museu

Dentre os imigrantes que formaram a sociedade avareense, os integrantes da colônia portuguesa estão entre os de maior número. Também contribuíram para o desenvolvimento local: espanhóis, italianos, árabes, japoneses,lituanos, suíços e negros.

Participaram ativamente da formação do povoado nomes hoje ligados à história social e política de Avaré, como o capitão Israel Pinto de Araújo Novais, o coronel João Baptista da Cruz e o alferes Manuel Marcelino de Sousa Franco, o Maneco Dionísio, que intercedeu no governo do estado para que a Estrada de Ferro Sorocabana, um marco do progresso local, passasse na antiga Rio Novo, o que não aconteceria segundo o projeto original.

Avaré (ou Abaré) vem do tupi-guarani abaré-y, nome dado pelo intendente ("prefeito") da época, coronel Eduardo Lopes de Oliveira, ao município, nome este que é de um morro arrendondado (morro Avaré) que existe ao sul do município de Itatinga e que fica na então sua propriedade "Fazenda Avaré". Provavelmente Avaré queira apenas dizer "solitário", pois o tal morro está isolado de outros. A solicitação da troca do nome de "Rio Novo" para "Avaré" foi feita pelo coronel Eduardo ao então presidente do estado de São Paulo Américo Brasiliense de Almeida Melo, quando, então, o município ganhou autonomia política.

Vista da cidade do mirante do Cristo Redentor

Geografia[editar | editar código-fonte]

Dados da Fundação Seade (2005) indicam que o município tem cerca de 85 mil habitantes.[carece de fontes?]
Em área é o 20º maior município do estado de São Paulo

Demografia[editar | editar código-fonte]

A população do município, de acordo com o último censo realizado pelo IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, divulgado em 1º de dezembro de 2010, apresenta os seguintes dados:

  • População masculina: 41 134 habitantes - 49,60%,
  • População feminina: 41 801 habitantes - 50,40%,
    • Total das populações por gênero: 82.935 habitantes - 100,00%.
  • Zona urbana: 79 392 habitantes - 95,73%,
  • Zona rural: 3 543 habitantes - 4,27%,
    • Total da população do município: 82.935 habitantes - 100,00%.

População residente maior de dez anos de idade[editar | editar código-fonte]

  • Total: 63 581
    • alfabetizada:
    • taxa de alfabetização: 93,50%

Municípios limítrofes[editar | editar código-fonte]

Municípios vizinhos

Outros dados[editar | editar código-fonte]

Fonte: IBGE

  • Estabelecimentos de ensino pré-escolar (2004): 37
  • Estabelecimentos de ensino fundamental (2004): 34
  • Estabelecimentos de ensino médio (2004): 12
  • Estabelecimentos de ensino Superior (2005): 4
  • Hospitais: 2
  • Pronto Socorro Municipal: 1
  • Agências bancárias: 8

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período entre 1968 e 2013, a menor temperatura registrada em Avaré foi de -0,2 ºC em 27 de junho de 1994,[11] e a maior atingiu 36,4 ºC em 30 de outubro de 2012.[12] O maior acumulado de chuva registrado na cidade em 24 horas foi de 135,4 milímetros em 20 de maio de 1955. Outros grandes acumulados foram 115,8 milímetros em 4 de outubro de 1972, 114,6 milímetros em 10 de julho de 1995, 108,4 milímetros em 22 de janeiro de 2005, 101,4 milímetros em 10 de dezembro de 1998 e 101,1 milímetros em 11 de janeiro de 1986.[13] Em um mês o maior volume de chuva observado foi de 494,2 milímetros em abril de 1986.[14]

Dados climatológicos para Avaré
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima registrada (°C) 35 36,2 34,9 32,9 31 30 30,2 33,4 35,7 36,4 35,9 35,3 36,4
Temperatura máxima média (°C) 28,3 28,6 28 26 23,7 22,9 23,1 24,2 24,8 26,6 27,3 27,6 25,9
Temperatura média (°C) 22,5 22,8 22,1 19,6 17,8 16,9 16,8 17,5 18,3 20,1 20,9 21,7 19,8
Temperatura mínima média (°C) 18,4 18,7 18 16,1 13,8 12,4 12,2 12,9 13,7 15,1 16,4 17,6 15,4
Temperatura mínima registrada (°C) 11,9 12,9 9,8 5,1 0,4 -0,2 0,3 1,7 3,2 7,5 9,3 11,6 -0,2
Chuva (mm) 206 181,5 157,5 86,8 105,5 85,3 46,2 51 84,1 137,3 131,2 179,7 1 451,9
Dias de chuva (≥ 1 mm) 15 13 11 6 8 6 4 5 8 8 9 12 105
Umidade relativa (%) 77,2 77,4 78,4 76,9 75,8 74,3 68,5 67,4 70,1 72,2 73,6 77,4 74,1
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (médias climatológicas: 1961 a 1990;[15] [16] [17] [18] [19] [20] [21] recordes de temperatura: 1968 a 2013).[11] [12]

Transporte[editar | editar código-fonte]

Aeroporto[editar | editar código-fonte]

Ônibus[editar | editar código-fonte]

  • Empresa Rápido Turismo
  • Empresa Ônibus Manoel Rodrigues
  • Empresa Ônibus Rápido Campinas
  • Empresa Ônibus Osastur

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Administração[editar | editar código-fonte]

Câmara Municipal de Avaré, sede do poder legislativo

Turismo[editar | editar código-fonte]

O turismo é um ponto forte do município, que hoje é uma estância turística. "Terra da Água, do Verde e do Sol", Avaré é um convite à beleza e à paz de sua represa.

Todo ano acontecem eventos tradicionais como a EMAPA (Exposição Municipal Agropecuária de Avaré), mostra que reúne criadores e pecuaristas de várias partes do País, o que levou o município a ser conhecido como "Capital Nacional do Cavalo" e a FAMPOP (Feira Avareense de Música Popular Brasileira), que tem como objetivo despertar a nova geração de músicos, compositores e intérpretes da música brasileira.

Horto Florestal (Floresta Estadual de Avaré), criado em 1945 pelo governo do estado, é um roteiro turístico obrigatório.[22]

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia gira em torno da agricultura, pecuária, serviços e do turismo explorado às margens da Represa de Jurumirim. Na agricultura foi considerado nos anos 30 como a capital nacional do algodão. Até a grande geada de 1975 foi grande produtor de café. A pecuária é muito desenvolvida, a partir do ano de 2006 é visível o desenvolvimento das plantações de cítricos e de cana-de-açúcar pela instalação de uma usina de açúcar e álcool.

Educação[editar | editar código-fonte]

Possui 4 instituições de ensino superior instaladas, sofrendo migração de estudantes da região.

Igreja Católica[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Avaré

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. [1].
  3. Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista. Página visitada em 27 de janeiro de 2011.
  4. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  5. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  6. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  7. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  8. NAVARRO, E. A. Método moderno de tupi antigo: a língua do Brasil dos primeiros séculos. São Paulo. Global. 2005. p. 86.
  9. [2].
  10. [3].
  11. a b Série Histórica - Dados Mensais - Precipitação Total (mm) - Avaré. Instituto Nacional de Meteorologia. Página visitada em 6 de junho de 2014.
  12. a b Série Histórica - Dados Mensais - Precipitação Total (mm) - Avaré. Instituto Nacional de Meteorologia. Página visitada em 6 de junho de 2014.
  13. Série Histórica - Dados Diários - Precipitação (mm) - Avaré. Instituto Nacional de Meteorologia. Página visitada em 6 de junho de 2014.
  14. Série Histórica - Dados Mensais - Precipitação Total (mm) - Avaré. Instituto Nacional de Meteorologia. Página visitada em 6 de junho de 2014.
  15. Temperatura Média Compensada (°C). Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Página visitada em 6 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  16. Temperatura Máxima (°C). Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Página visitada em 6 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  17. Temperatura Mínima (°C). Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Página visitada em 6 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  18. Precipitação Acumulada Mensal e Anual (mm). Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Página visitada em 6 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  19. Número de Dias com Precipitação Maior ou Igual a 1 mm (dias). Instituto Nacional de Meteorologia. Página visitada em 6 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  20. Insolação Total (horas). Instituto Nacional de Meteorologia. Página visitada em 6 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  21. Umidade Relativa do Ar Média Compensada (%). Instituto Nacional de Meteorologia. Página visitada em 6 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  22. [4].

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.