Ave Maria (Bach/Gounod)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Ave Maria de Bach/Gounod é uma das composições mais famosas e gravadas sobre o texto em latim da Ave Maria.

História[editar | editar código-fonte]

Ave Maria de Gounod arranjada para piano e violoncelo. Interpretada por John Michel

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

A peça é composta por uma melodia do compositor romântico francês Charles Gounod especialmente projetado para ser sobrepor o Prelúdio No. 1 em C maior, BWV 846, do Livro I de J.S. Bach, O Cravo Bem Temperado, escrito cerca de 137 anos antes. Embora publicado em versões instrumentais e equipado para vários textos durante a vida de Gounod, a alegação de que ele nunca a escreveu realmente parece ser literalmente verdade.[1] De sogro Gounao Pierre-Joseph-Guillaume Zimmermann transcreveu a improvisação e em 1853 fez um arranjo para violino (ou violoncelo), com piano e harmônio. No mesmo ano, a canção apareceu nas palavras de Alphonse de Lamartine no poema Le livre de la vie ("O livro da vida") [2] Em 1859 Jacques Léopold Heugel publicou uma versão o texto em latim. A versão do prelúdio de Bach utilizado por Gounod tem a adição de uma medida (m.23), encontrada apenas no manuscrito de Christian Friedrich Gottlieb Schwencke e na edição impressa de Nikolaus Simrock que baseou-se nela, mas não nos outros manuscritos de Bach ou o a obra impressa do acadêmico Bischoff ou G. Henle Verlag Urtext[3] .

Interpretações[editar | editar código-fonte]

Ave Maria de Gounod, interpretada por Alessandro Moreschi, o último castrato

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

Há vário arranjos instrumentais diferentes para a música de Gounod, incluindo para violino e violão, quarteto de cordas, piano solo, violoncelo,trombones e até uma versão para cavaquinho do compositor brasileiro Waldir Azevedo[4] .

Muitos cantores de diferentes estilos ao longo de séculos têm cantado a Ave Maria de Gounod/Bach, como Alessandro Moreschi, o último castrato, a soprano Maria Callas, Luciano Pavarotti, José Carreras, Andrea Bocelli, Karen Carpenter (da dupla Carpenters) entre outros.

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://www.musimem.com/gounod.htm (em francês)
  2. digitized on GALLICA (em francês)
  3. Ver edições de Bischoff e G. Henle Verlag Urtext
  4. "Do outro lado, uma adaptção da Ave Maria (com prelúdio), de Bach-Gounod, onde solidificou outro desses seus recursos técnicos(...)" Marco Antonio Bernardo. Waldir Azevedo: um cavaquinho na história. [S.l.]: Irmãos Vitale, 2004. p. 62. ISBN 978-85-7407-187-9. Visitado em 15 Ma.