Aveiro (Pará)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Aveiro
Bandeira de Aveiro
Brasão de Aveiro
Bandeira Brasão
Hino
Fundação Não disponível
Gentílico aveirense
CEP 68150-000
Prefeito(a) Olinaldo Barbosa da Silva[1] (PSC)
(2013–2016)
Localização
Localização de Aveiro
Localização de Aveiro no/em Pará
Aveiro está localizado em: Brasil
Aveiro
Localização de Aveiro no Brasil
03° 36' 21" S 55° 19' 55" O03° 36' 21" S 55° 19' 55" O
Unidade federativa Pará
Mesorregião Sudoeste Paraense IBGE/2008 [2]
Microrregião Itaituba IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Juruti, Belterra, Santarém e Rurópolis.
Distância até a capital Não disponível
Características geográficas
Área 17 074,290 km² [3]
População 15 767 hab. IBGE/2010[4]
Densidade 0,92 hab./km²
Clima Equatorial [[Classificação climática de Köppen-Geiger|Am]]
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,541 baixo PNUD/2010[5]
PIB R$ 49 153,053 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 2 477,60 IBGE/2008[6]
Página oficial

Aveiro é um município do estado do Pará. Situa-se na mesorregião do Sudoeste Paraense. O município ocupa uma superfície de 17158 km² e tem uma população de cerca de 15 mil habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Tem a sua origem numa aldeia de índios Mundurucus (tapajós-tapera) que foi elevada a freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Aveiro em 1781. Essa aldeia obteve a denominação portuguesa de lugar de Aveiro, por ato do governador e capitão-general, José de Nápoles Tello de Menezes, em 23 de agosto de 1781, que nomeou, na mesma ocasião o morador Francisco Alves Nobre para administrá-la. Constatou-se, nos registro oficial a existência antes de 1781, da freguesia de Nossa Senhora da Conceição do Aveiro, do que se concluiu, portanto, que o ato de criação desse lugar foi somente uma confirmação, pois o local já era conhecido como Aveiro. (Fonte: IBGE) Aveiro foi elevado a município em 1883 e compreende atualmente os distritos de Aveiro, Brasília Legal e Pinhel.

No município está a localidade de Fordlândia, restos do que foi um fracassado projeto de plantação de seringueiras, às margens do Rio Tapajós, patrocinado por Henry Ford, e propriedade da Companhia Industrial Ford do Brasil. De 1927 a 1945 a Ford gastou milhões de dólares no que seria uma cidade modelo norte-americana no coração da mata Amazônica.

Fordlândia[editar | editar código-fonte]

Fordlândia foi o nome dado a uma vasta área de terra adquirida pelo empresário norte-americano Henry Ford, através de sua empresa Companhia Ford Industrial do Brasil, por concessão do Estado do Pará, por iniciativa do governador Dionísio Bentes e aprovada pela Assembleia Legislativa, em 30 de setembro de 1927. A área de 14.568 km² fica localizada no município de Aveiro, no estado do Pará, às margens do Rio Tapajós. Ford tinha a intenção de usar Fordlândia para abastecer sua empresa de látex necessário a confecção de pneus para seus automóveis, então dependentes da borracha produzida na Malásia, na época colônia britânica. Os termos da concessão isentavam a Companhia Ford do pagamento de qualquer taxa de exportação de borracha, látex, pele, couro, petróleo, sementes, madeira ou qualquer outro bem produzido na gleba. O governo brasileiro suspeitava dos investimentos estrangeiros, especialmente na Amazônia, e oferecia pouca ajuda. Ford ainda tentou realocar as plantações em Belterra, mais para o norte, onde as condições para a seringueira eram melhores mas, a partir de 1945, novas tecnologias permitiam fabricar pneus a partir de derivados de petróleo, o que tornou o empreendimento um total desastre, causando prejuízos de mais de vinte milhões de dólares. Com o falecimento de Henry Ford, seu neto Henry Ford II assumiu o comando da empresa nos Estados Unidos e decidiu encerrar o projeto de plantação de seringueiras no Brasil.

Festividades[editar | editar código-fonte]

  • Festival do Tucunaré - Setembro
  • Festa do Balão Vermelho - Outubro

Turismo[editar | editar código-fonte]

  • Fordlândia
  • Orla Municipal
  • Rio Tapajós
  • Comunidade de Brasília Legal
  • Floresta Amazônica

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. Info Eleições 2012.. Página visitada em 09 de janeiro de 2014.
  2. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  4. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 22 de setembro de 2013.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Pará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.