Avenida Angélica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Subprefeitura:
Distrito(s): Consolação
Bairro: Higienópolis
Início*: Rua Barra Funda
Término*: Avenida Paulista
Designação anterior: Rua Itatiaia
(*):O início e o término do logradouro geralmente é indicativo, apontando as vias principais.
Avenida Angélica Higienópolis.JPG
Avenida Angélica

A Avenida Angélica é uma via localizada nos bairros de Santa Cecília e Higienópolis, da cidade de São Paulo, capital do Estado de São Paulo, Brasil.

Homenageia Dona Maria Angélica de Sousa Queirós Aguiar de Barros, situando-se seu palacete (inspirado no Palácio de Charlottenburg, Alemanha), na esquina com a Alameda Barros, posteriormente demolido[1] .

Palácio de Charlottenburg, inspiração para residência de Dona Maria Angélica

Tanto a avenida Angélica como a alameda Barros receberam seus nomes em homenagem à distinta senhora, filha do Barão de Souza Queiroz, senador do Império, abastado fazendeiro e proprietário na cidade de São Paulo, e de Antonia Eufrozina Vergueiro. Foi casada com Francisco Aguiar de Barros. Recebeu o título pessoal de baronesa outorgado pelo Vaticano, por seu trabalho de benemerência junto à Associação de Caridade Damas de São Vicente de Paulo.

O local onde hoje se situa a avenida era parte da Chácara das Palmeiras de mais de 25 alqueires, originalmente pertencente a Francisco José Leite Pereira da Gama e depois a Frederico Borghoff. Foi arrematada em leilão, em 23 de janeiro de 1874, por Francisco de Aguiar Barros.[2]

Ocupada em seu início por chácaras, posteriormente por ricos palacetes da elite, mais tarde demolidos para darem lugar a edifícios residenciais em sua grande maioria[3] .

No nº 626, com um projeto de Ramos de Azevedo, de 1910, que pertenceu a Dona Sebastiana de Souza Queiroz, palacete construido no antigo pomar da residência de Dona Angélica de Barros, ainda conserva os portões que eram utilizados para passagem dos veiculos a tração animal. Passou a pertencer ao Governo Federal, ocupado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (8º Distrito do IPHAN).[4]

É cortada por importantes vias, como a Avenida Higienópolis, as ruas Maranhão, Piauí, esta cortando a Praça Vilaboim, a Rua Alagoas e outras.

Parque Buenos Aires.Monumento Mãe

Abriga praças como a Praça Marechal Deodoro e o Parque Buenos Aires, que tem o parque dos cães, pensado especialmente para os cachorros, apresentando área cercada onde eles podem correr livres e se socializar.[5] [6] . Em seu término, se encontra a Praça Marechal Cordeiro de Farias, que se localiza no final da Avenida Paulista.

Transporte[editar | editar código-fonte]

A Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) confirmou a mudança do local que abrigaria uma das estações no bairro de Higienópolis, da linha 6-laranja, que liga a zona norte ao centro da capital paulista. A linha tem previsão de ficar pronta em 2017. De acordo com o Metrô, a decisão da mudança do endereço partiu do secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, após analisar projetos da linha.[7]

Em nota o Metrô-SP se posiciona sobre o projeto da futura linha 6-Laranja - STM -12 de maio de 2011 [8] A Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) definiu o local exato onde pretende construir a polêmica estação da Linha 6-Laranja, em Higienópolis. A parada foi batizada de 'Angélica-Pacaembu' e ficará na Rua Sergipe, entre a Rua Ceará e a Rua Bahia. Haverá ainda outras duas saídas: uma na Rua Bahia, para o Pacaembu, e outra para a Fundação Armando Álvares Penteado (Faap). Será conhecida como a 'Linha das Universidades', por vir da PUC, servir a FAAP e a Universidade Mackenzie, com ligação à linha Amarela. Em maio, o Metrô anunciou a mudança e foi criada uma polêmica, pois se levantou a hipótese de que a alteração seria para agradar aos moradores. A companhia diz que a decisão foi técnica.[9]

Referências

  1. HOMEM, Maria Cecília Naclério, Higienópolis, História dos Bairros de São Paulo
  2. Moura, Paulo Cursino de. São Paulo de outrora: evocações da metrópole. Belo Horizonte: Ed. Itatiaia; São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo, 1980. 312p.
  3. HOMEM, M.C.N., Higienópolis, História dos Bairros de São Paulo
  4. IPHAN
  5. Parque dos Cães
  6. Prefeitura de São Paulo:Parque Buenos Aires
  7. VEJA.Abril.com- Metrô confirma transferência de estação de Higienópolis para o Pacaembu
  8. Metrô se posiciona sobre projeto da futura linha 6-Laranja
  9. Estadao.com
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.