Avgas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Avião de turismo sendo abastecido com avgas 100LL, combustível para aeronaves leves com motor a pistão.

Avgas ou gasolina de aviação é um combustível de alta octanagem usado em aeronaves com motor a pistão ou motor Wankel.[1] [2] A Avgas evapora rapidamente e é altamente inflamável.[1] [3]

Composição[editar | editar código-fonte]

O principal componente do petróleo usado na mistura da Avgas é o alquilato, que é basicamente uma mistura de isoctano (2,2,4-trimetilpentano) com olefinas. Algumas refinarias usam a reforma catalítica para obter combustíveis de alta octanagem.[4] [5]

As misturas aditivas utilizadas atualmente na Avgas foram desenvolvidas ainda entre as décadas de 1950 e 1960. Uma delas é o etil-fluido: uma substância que contém alta porcentagem de tetraetilchumbo, que por sua vez é um antidetonante que eleva a octanagem da Avgas porém é altamente tóxico e cancerígeno,[1] o que inclusive levou à proibição de seu uso em combustíveis automobilísticos.[4] Também por esta razão o uso da Avgas é evitado em grande parte da aviação comercial.[1]

Desde que o tetraetilchumbo começou a se tornar um aditivo caro, apenas uma quantidade mínima desta substância (aproximadamente 0,56%)[3] tem sido adicionada à Avgas para aumentar o índice de octanagem. No entanto, a gasolina de aviação com chumbo infelizmente ainda é um elemento vital para o sistema de segurança de um motor a pistão: aproximadamente 230 000 aeronaves no mundo inteiro dependem da Avgas 100LL[nota 1] para uma operação segura. Atualmente, a Avgas 100LL é a única dos Estados Unidos que ainda contém o aditivo tetraetilchumbo.[nota 2] A Avgas usada hoje em dia é uma consequência do desenvolvimento de motores aeronáuticos de alta potência, o que foi necessário para possibilitar voos comerciais e militares econômicos e confiáveis. Há décadas o TEL vem sendo usado como um aditivo da Avgas para criar níveis de octanagem elevados o bastante para prevenir a detonação de motor (engine knock). Qualquer operação conduzida sem quantidade adequada desse aditivo pode resultar em falha de motor.[6]

Algumas aeronaves utilizam a gasolina automotiva. A maior parte dessas aeronaves tem motores de baixa compressão com um certificado de originalidade para usar entre 80 / 87 Avgas. Há aeronaves que utilizam a “gasolina regular 87” (nome dado à gasolina comum usada em veículos nos Estados Unidos e Canadá). Dentre os aviões que usam este tipo de combustível estão os populares Cessna 172 e o Piper Cherokee.[carece de fontes?]

Os principais consumidores do Avgas são os Estados Unidos, Canadá, Austrália, Brasil e África do Sul. Na Europa, o preço do Avgas é alto, levando um número grande de aviões a sofrerem a conversão do diesel, que não é tão caro e, além disso, apresenta um número enorme de vantagens de uso em aviação.[carece de fontes?]

Para identificar a octanagem da Avgas foi criado um código de cores, cada qual correspondendo a uma faixa de octanagem:

Amostra de Avgas azul sendo coletada para análise de impurezas.
  • Entre 80 e 87 Avgas: vermelho
  • Entre 100 e 130 Avgas: verde
  • Entre 115 e 145 Avgas: roxo
  • 100 LL: azul

A maioria dos motores de avião usa combustível entre 80 e 87 Avgas, que tem aproximadamente o mesmo nível de octanagem usado nos carros atuais. Conversões diretas para o combustível automobilístico são bastante comuns. No Brasil, essas modificações devem ser homologadas mediante processos de Certificação Suplementar de Tipo (CST) ou de Homologação Suplementar de Tipo, com a emissão de CHST (Certificado de Homologação de Suplementar de Tipo) pela autoridade competente. [7]

Uma das razões para a dificuldade de utilização da gasolina comum na aviação é a fácil evaporação, que provoca uma "fechadura de vapor" (uma bolha em forma de linha), impedindo que o combustível chegue ao motor. Este não é considerado um obstáculo insuperável mas requer verificação do sistema de combustível, para garantir que haja um "escudo" adequado a altas temperaturas e a manutenção de uma pressão suficiente nos tanques de combustível. Esta é a principal razão pela qual as conversões de combustível, em ambos os motores específicos de aeronaves, precisam obter a devida certificação.[carece de fontes?] O Avgas tem uma densidade de 2,727 kg/por galão a 15°C ou 0.72kg/l . A densidade aumenta para 2,899 kg/por galão, quando a temperatura chega a -40°C.

Notas

  1. 100LL refere-se à Avgas 100 low lead, que é a gasolina de aviação baixo chumbo (devido à sua baixíssima concentração de tetraetilchumbo).
  2. Em inglês: tetraethyl lead, TEL, ou simplesmente lead.

Referências

  1. a b c d FIGUEIREDO, Luiz Alberto Gomes. (29 de janeiro de 2013). "Motores e combustíveis de aviação: o impacto do abastecimento no transporte aéreo e a busca por alternativas ao Jet Fuel e à Avgas". Aeromagazine (1). São Paulo: Inner. Visitado em 27 de novembro de 2014.
  2. Avgas (SHTML) (em inglês) Eni. Visitado em 27 de novembro de 2014.
  3. a b Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico (FISPQ): GAV – 100/130 (PDF) p. 1;3-4;6. Petróleo Brasileiro S.A. (7 de fevereiro de 2014). Visitado em 27 de novembro de 2014.
  4. a b Gasolina de Aviação Petrobrás Distribuidora. Visitado em 27 de novembro de 2014.
  5. Moreira, Fabrícia de Souza. Alternativas tecnológicas para a maximização da produção de olefinas leves a partir de petróleos pesados. Formato PDF. Rio de Janeiro: Agência Nacional de Petróleo (ANP), 2006. 126 pp. p. 43. Visitado em 27 de novembro de 2014.
  6. Unleaded AVGAS Transition Aviation Rulemaking Committee (UAT ARC). FAA UAT ARC - Final Report (em inglês). Formato PDF. Washington (EUA): Federal Aviation Administration (FAA). 99 pp. p. 8. Visitado em 27 de novembro de 2014.
  7. ANAC. Modificação de Aeronaves

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons