Aviação polar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A aviação polar se refere à aviação em regiões polares da Terra. Especificamente, alguém pode falar de Aviação ártica e Aviação antártica no Ártico e na Antártica respectivamente.

Os fatores importantes que definem o carácter da aviação polar é a característica de ser distante de áreas populosas importantes, a geografia física e o clima. Fatores importantes incluem as baixas temperaturas, as mudanças frequentes de condições meteorológicas, a noite polar, o trabalho incerto do compasso, as dificuldades na comunicação por rádio, a falta de pontos de referência.

História recente[editar | editar código-fonte]

O sonho da viagem aérea até o Pólo tem uma pré-história prolongada. Tão cedo quanto os anos de 1870, John Powles Cheyne, um veterano de três expedições árticas, estava propondo uma viagem ao pólo via balão.[1] Todavia, em termos de vôo real, a expedição polar de S. A. Andrée em 1897, é em geral considerada marcando o começo da aviação polar. Mais tarde, zepelins foram usados para exploração do Ártico e eventualmente aeronaves.[2] Em 1914, um avião russo (Farman MF.11, o piloto Jan Nagórski e o mecânico Yevgeni Kuznetsov) voaram além do Círculo Ártico na área de Novaya Zemlya na busca da Expedição Pólo Norte de Georgiy Sedov. O começo do século testemunha a busca pelo Pólo Norte por meio da aviação. Pela metade dos anos 1920 a aviação polar se tornou exequível. [2]

Aviação antártica[editar | editar código-fonte]

História recente[editar | editar código-fonte]

O Fokker Super Universal Virginia pilotado por Richard Evelyn Byrd, foi a primeira aeronave a aterrissar no continente da Antártica, [3] durante a primeira Expedição Antártica de Byrd, 1928-1930, quando ele foi o primeiro a voar sobre o Pólo Sul em 29 de novembro de 1929.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Lewis-Jones, Huw, "Commander Cheyne's Flights of Fancy," Polar Record 44:231 (October 2008) 289-302.
  2. a b "Red Arctic: Polar Exploration and the Myth of the North in the Soviet Union, 1932-1939", by John McCannon, 1998, ISBN 0195114361, p. 26.
  3. Antarctic Aviation Preservation Society

Leitura aprofundada[editar | editar código-fonte]

  • Prospectos da aviação polar no turismo são discutidos no livro "Prospects for Polar Tourism" de John Snyder, Bernard Stonehouse, 2007, ISBN 1845932471, p. 26
Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre transportes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.