Awake (álbum de Dream Theater)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Awake
Álbum de estúdio de Dream Theater
Lançamento 4 de outubro de 1994
Gravação maio/julho de 1994
One on One Studios, L.A. Estados Unidos
Devonshire Studios, L.A. Estados Unidos
Gênero(s) Metal progressivo
Duração 75:00
Idioma(s) inglês
Gravadora(s) EastWest Records
Produção John Purdell, Duane Baron
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Dream Theater
Último
Último
Live at the Marquee
(1993)
A Change of Seasons
(1995)
Próximo
Próximo
Singles de Awake
  1. "Lie"
    Lançamento: 1994
  2. "The Silent Man"
    Lançamento: 1994

Awake é o terceiro álbum de estúdio da banda Dream Theater, lançado em 1994. Este é o primeiro álbum no qual John Petrucci utiliza uma guitarra de 7 cordas.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Após o relativo sucesso comercial de Images and Words, a banda voltou ao estúdio em 1994 com um prazo de gravação definido e a maior pressão que já haviam recebido em termos de gravação.

Pouco antes da mixagem do álbum, o tecladista Kevin Moore decidiu deixar a banda para seguir seus próprios caminhos musicais. Fãs ficaram revoltados e a banda ficou chocada com a decisão. Os demais integrantes saíram à procura de um novo tecladista para o lugar de Kevin na turnê que viria e acabaram por descobrir Derek Sherinian, que se ofereceu para tocar com eles na turnê.

Outros eventos ocorreram durante a turnê: o vocalista James LaBrie sofreu uma intoxicação alimentar em Cuba e rompeu suas cordas vocais de tanto vomitar. Os médicos o alertaram para descansar sua voz por alguns meses de modo que ele pudesse restabelecer suas habilidades vocais, mas James contrariou as ordens médicas e voltou para a turnê. Muitas críticas surgiram sobre a qualidade de sua voz e fãs e críticos notaram a dramática mudança de timbre e alcance.

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Letra Música Duração
1. "6:00"   Moore Dream Theater 5:31
2. "Caught in a Web"   LaBrie, Petrucci Dream Theater 5:28
3. "Innocence Faded"   Petrucci Dream Theater 5:43
4. "A Mind Beside Itself: I. Erotomania"   Instrumental Dream Theater 6:45
5. "A Mind Beside Itself: II. Voices"   Petrucci Dream Theater 9:53
6. "A Mind Beside Itself: III. The Silent Man"   Petrucci Petrucci 3:48
7. "The Mirror"   Portnoy Dream Theater 6:45
8. "Lie"   Moore Dream Theater 6:34
9. "Lifting Shadows Off a Dream"   Myung Dream Theater 6:05
10. "Scarred"   Petrucci Dream Theater 11:00
11. "Space-Dye Vest"   Moore Moore 7:29

Guitarras[editar | editar código-fonte]

Em Awake, John Petrucci utilizou pela primeira vez uma guitarra de 7 cordas em algumas músicas.

Faixa Guitarra
6:00 6 cordas
Caught in a Web 7 cordas
Innocence Faded 6 cordas
Erotomania
Voices
The Silent Man
The Mirror 7 cordas
Lie
Lifting Shadows Off a Dream 6 cordas
Scarred
Space-Dye Vest

Space-Dye Vest[editar | editar código-fonte]

Derek Sherinian, contratado para tocar teclados no Waking Up the World Tour em outubro de 1994, mas não como membro pleno da banda até fevereiro de 1995.

A última faixa do álbum, "Space-Dye Vest", foi escrita inteiramente pelo tecladista Kevin Moore, e consiste basicamente de um dueto sombrio e lento com Kevin ao piano e o vocalista James LaBrie, até o momento em que o resto da banda aparece para um final dramático, decrescendo até o ponto onde a música termina com a mesma passagem ao piano do começo da música.

Notavelmente, esta música nunca foi executada ao vivo pela banda. Kevin Moore deixou o Dream Theater após a música ter sido incluída no álbum, e alguns membros da banda afirmaram não ter vontade de tocá-la sem Kevin, pois esta era "uma música do Kevin". O tecladista Jordan Rudess, entretanto, afirmou em uma entrevista que quer tocar a música quando o resto da banda se dispuser a tal.

A versão demo da faixa continha o próprio Kevin Moore executando o vocal.

Em uma entrevista a um repórter japonês, Kevin falou sobre a música:

Ela foi inspirada por... eu estava folheando um catálogo de moda e vi uma foto de uma modelo com uma peça de roupa chamada "space-dye vest". Então, eu me apaixonei pela modelo [risos] e durante aquele minuto eu fiquei obsessivo por ela, e pensei "por que estou fazendo isso?", e percebi que vinha fazendo isso frequentemente nos últimos tempos. E eu acho que a principal razão pela qual eu vinha fazendo isso é que, isso eu percebi na época, eu vinha de um relacionamento onde eu havia sido maltratado, basicamente, e a situação é que eu ainda não tinha dado tudo que tinha pra dar, então eu estava jogando tudo pra todos os lados, apontando em todas as direções. Foi um caso total de projeção. E esta música é justamente uma tentativa de admitir que eu estou meio perdido. Então é uma música meio sombria. Foi muito catársico.[2]
Kevin Moore

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Referências