Bérenger de Frédol, o Velho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bérenger de Frédol
Cardeal da Santa Igreja Romana
Deão do Sagrado Colégio dos Cardeais
Penitenciário-Mor

Título

Cardeal-bispo de Frascati
Ordenação e nomeação
Ordenação episcopal 24 de outubro de 1294
Cardinalato
Criação 15 de dezembro de 1305, pelo Papa Clemente V
Brasão
CardinalCoA PioM.svg
Dados pessoais
Nascimento Reino de França Lavérune
1250
Morte Reino de França Avinhão
11 de junho de 1323 (73 anos)[1]
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Bérenger de Frédol, dito o Velho ou Sênior (1250 - 11 de junho de 1323) foi um cardeal francês, Penitenciário-Mor e Deão do Sagrado Colégio dos Cardeais.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido no Castelo de Lavérune, diocese de Maguelone, França, era filho de Guillaume de Frédol, Senhor de Vérunne. Assim, é tido como sobrinho do Papa Clemente V. Era tio do também cardeal Bérenger de Frédol, iuniore. Ele é listado como Berengario Stedelli, seu primeiro nome como Berengário e Berengarus, e seu último nome como Fredoli[1] .

Cânone e sub-chantre do capítulo da catedral de Béziers. Abade de Saint-Aphrodise, Béziers, 1287. Cânone do capítulo da catedral metropolitana de Narbonne. Arquidiácono de Corbières. Cânone do capítulo da catedral metropolitana de Aix. Capelão do Papa Bonifácio VIII. Professor de Direito na Universidade de Bolonha. Vigário de Roma, sob o pontificado do Papa Clemente V[1] .

Eleito bispo de Béziers em 1294, ocupou a Sé até sua promoção ao cardinalato. Foi consagrado em 28 de outubro de 1294 pelo Papa Celestino V[2] . Como um jurista canônico, o papa ordenou-lhe com a compilação do Liber Sextus de decretos. Auditor da Sagrada Rota Romana em 1298[1] .

Foi criado cardeal-presbítero no consistório de 15 de dezembro de 1305, recebendo o título de Santos Nereu e Aquiles[1] . Nomeado Penitenciário-Mor em 1306, interveio no processo da Ordem dos Templários e foi para Chinon para oferecer a absolvição ao Grão-Mestre Jacques de Molay[1] . Passou para a ordem dos cardeais-bispos e assume a sé suburbicária de Frascati em dezembro de 1309. Legado diante do rei Filipe IV da França em 1312, realizando várias missões. É nomeado Decano do Colégio dos Cardeais, em abril de 1321[1] . Ele fundou um mosteiro de canonnesses em Béziers e escreveu um Repertorium iuris.

Morreu em 11 de junho de 1323, em Avinhão e foi sepultado na catedral de Saint-Nazaire, em Béziers.[1] .

Conclaves[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Raymond de Colombiers
BishopCoA PioM.svg
Bispo de Béziers

12941305
Sucedido por
Richard Neveu
Precedido por
Errico Moricotti
Cardeal
Cardeal-padre de Santos Nereu e Aquiles

13051309
Sucedido por
Bérenger de Frédol
Precedido por
Gentile Partino, O.F.M.
Coat of arms Holy See.svg
Penitenciário-Mor

13061323
Sucedido por
Raymond de Chameyrac
Precedido por
Giovanni Boccamazza
Cardeal
Cardeal-bispo de Frascati

13091323
Sucedido por
Bertrand de la Tour, O.F.M.
Precedido por
Niccolò Albertini, O.P.
Cardeal
Deão do Sacro Colégio dos Cardeais

13211323
Sucedido por
Bérenger de Frédol