Bíblia Hebraica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O termo Bíblia Hebraica (em hebraico: תנ"ך, transl. Tanakh) é uma referência genérica para descrever livros da Bíblia escritos originalmente no hebraico bíblico (e no aramaico bíblico). O termo engloba os conteúdos do Tanakh judaico e do Velho Testamento protestante, sem incluir, no entanto, os livros deuterocanônicos das escrituras católicas e da ortodoxo, ou as partes Anagignoskomena do Velho Testamento ortodoxo. O termo não implica a padronização dos nomes, números ou ordem dos livros, que variam de acordo com a religião.

Versões da Bíblia em hebraico[editar | editar código-fonte]

Bíblia Hebraica pode se referir a versões da Bíblia na língua hebraica, como:

Bíblia Hebraica de Rudolf Kittel, (BHK)[editar | editar código-fonte]

O hebraísta Rudolf Kittel publicou na Alemanha, duas edições de Bíblia Hebraica, sendo a primeira em 1906 e a segunda com pequenas revisões em 1913.

A segunda edição tem sido reimpressa diversas vezes. Ambas as edições reproduziram o texto hebraico, editado por Mikraot Gedolot e publicado por Daniel Bomberg em Veneza, no ano de 1524.

Estas edições não incluíram as notas massoréticas, embora a edição do Bomberg as tivessem. Sua característica principal são suas notas de rodapé que gravam correções possíveis ao texto hebraico.

São também baseadas no Pentateuco Samaritano e em traduções conceituadas da Bíblia, como a Septuaginta, Vulgata e Peshitta. Assim, usou-se o texto geralmente aceito e preparado por Jacob ben Chayyim como base.

Mais tarde, quando tornaram-se disponíveis os textos massoréticos de Ben Asher, como o do Códice de Leningrado, textos que são bem mais antigos e superiores, sendo padronizados por volta do século XX EC, Kittel passou produzir uma terceira edição da Bíblia Hebraica, que teve um texto hebraico ligeiramente diferente e algumas notas de rodapé completamente revisadas. Esta obra foi concluída por seus associados, após a sua morte. Foi a primeira vez que uma Bíblia reproduziu o texto do Códice de Leningrado. Os créditos pela idéia de usar o códice, cabem a Paul Kahle.[1]

Esta revisão apareceu nas edições, de 1929 a 1937, sendo que a primeira edição em um só volume foi em 1937; Depois disso foi reimpresso muitas vezes, incluindo as mais antigas edições que gravam variantes no livro de Isaías e do livro de Habacuque nos Pergaminhos do Mar Morto. Reproduz exatamente as notas massoreticas do códice, sem as editar. Quanto à referência, a Bíblia Hebraica de Kittel é geralmente abreviado BH, ou BHK (K para Kittel). Quanto a edições específicas para consultas, usa-se BH1, BH2 e BH3[2] .

Bíblia Hebraica Stuttgartensia[editar | editar código-fonte]

A Bíblia Hebraica Stuttgartensia, ou BHS, é uma edição da bíblia do Texto Massorético da Bíblia Hebraica no idioma hebraico, totalmente baseada no Códice de Leningrado publicada pela Sociedade Bíblica Alemã Deutsche Bibelgesellschaft em Stuttgart.

Atualmente usa-se uma revisão da terceira edição da Bíblia Hebraica editada por Rudolf Kittel, sendo que a primeira foi baseada no Códice de Leningrado. As notas de rodapé das páginas tem sido totalmente revisadas. Originalmente estas notas foram acrescentadas aos poucos desde 1968 a 1976, chegando a ser um só volume em 1977; Desde então sendo reimpressa muitas vezes.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Sumário por Mark Hamilton, recomendação da Sociedade para Literatura Biblica, Patrick H. 1999, página 17, seção 4.3
  2. A Bíblia Hebraica de Kittel, (edições 7.a, 8.a e 9.a, de 1951-55) forneceu o texto básico usado para a seção hebraica da Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, 1984 em inglês (1986, em português). O texto hebraico das Escrituras Sagradas. "A apresentação da Massorá marginal de Kittel, revela muitas das alterações textuais dos escribas pré-cristãos, e contribuiu para versões na Tradução do Novo Mundo, incluindo restaurações do Tetragrama YHVH." si p. 312 par. 28 Estudo n. 5 — Livro Toda Escritura (1990).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Edições BHS:
  • Sobre a BHS:
    • Kelley, Page H, Mynatt, Daniel S and Crawford, Timothy G: The Masorah of Biblia Hebraica Stuttgartensia: Eerdmans, 1998
    • Mynatt, Daniel S: The Sub Loco Notes in the Torah of Biblia Hebraica Stuttgartensia: Bibal Press, 1994
    • Wonneberger, R: Understanding BHS: Biblical Institute Press, 1984
    • Würthwein, Ernst: The Text of the Old Testament, an Introduction to the Biblia Hebraica (2ª edição): SCM Press, 1995
    • Introduction to the Massoretico-Critical Edition of the Hebrew Bible by C.D. Ginsburg

Ligações externas[editar | editar código-fonte]