Baclofeno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estrutura química de Baclofeno
Baclofeno
Star of life caution.svg Aviso médico
Nome IUPAC (sistemática)
(RS)-4-amino-3-(4-chlorophenyl)butanoic acid
Identificadores
CAS 1134-47-0
ATC M03BX01
PubChem 2284
DrugBank APRD00551
ChemSpider 2157
Informação química
Fórmula molecular C10H12NClO2 
Massa molar 213.661 g/mol
SMILES Clc1ccc(cc1)C(CN)CC(=O)O
Farmacocinética
Biodisponibilidade bem absorvido
Ligação a proteínas 30%
Metabolismo 85% excretado na urina/fezes imutável. 15% metabolizado por desaminação
Meia-vida 1.5 a 4 horas
Excreção Renal (70-80%)
Considerações terapêuticas
Administração Oral, intratecal
DL50  ?

O baclofeno é um relaxante muscular de ação central.[1]

Mecanismo de ação[editar | editar código-fonte]

O baclofeno é um relaxante muscular que atua nos receptores GABA, a nível medular. Deprime o sistema nervoso central por meio de uma diminuição dos neurotransmissores glutamato e aspartato, inibindo a ação reflexa mono e polissináptica em nível espinhal.

Sua administração é, somente, por via intratecal ou via oral. Tem uma baixa taxa de ligação a proteínas séricas e uma meia-vida média de 3 á 4 horas. Atravessa a barreira hemato-encefálica.

Efeitos adversos[editar | editar código-fonte]

Entre seus efeitos adversos se encontram a sonolência, náuseas e vômitos, confusão mental, vertigem, hipotonia, cefaleia, tremores, reações alérgicas e efeitos paradóxicos.

Interação[editar | editar código-fonte]

A interação medicamentosa do baclofeno envolve sua aplicação injetável concomitante com a morfina administrada pela via epidural.

Notas e referências

  1. P.R.Vade-mécum ABIMIP 2006/2007
Ícone de esboço Este artigo sobre fármacos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.