Baixa visão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Baixa Visão)
Ir para: navegação, pesquisa

Visão subnormal é uma sub-especialidade dentro da oftalmologia e optometria onde os profissionais tratam de pessoas que tenham menos que a visão normal. A baixa visão pode ser resultado de fatores congênitos ou adquirida. Um exemplo é a neuropatia óptica hereditária de Leber e a degeneração macular relacionada à idade.

Classificação por baixa visão[editar | editar código-fonte]

Qualquer pessoa com visão reduzida não-corrigível é considerada uma deficiente visual, e pode ter um vasto leque de causas. A Organização Mundial de Saúde usa as seguintes classificações de deficiência visual. Quando a visão no melhor olho com a melhor correção é possível com uso de óculos:

  • 20/30 a 20/60 : é considerado leve perda de visão, ou próximo da visão normal
  • 20/70 a 20/160 : é considerada baixa visão moderada, baixa visão moderada
  • 20/200 a 20/400 : é considerado grave deficiência visual, baixa visão grave
  • 20/500 a 20/1000 : é considerado visão profunda, baixa visão profunda
  • Inferior a 20/1000 : é considerado quase total deficiência visual, cegueira total ou quase
  • Nenhuma Percepção da luz : é considerada total deficiência visual, cegueira total

Existem também os níveis de deficiência visual baseado na perda do campo visual (perda de visão periférica).

Nos Estados Unidos, qualquer pessoa com a visão que não possa ser corrigida para melhor que 20/200 no melhor olho, ou tenha 20 graus (diâmetro) ou menos de campo visual é considerado como "legalmente cego" ou elegíveis para deficiência e classificação possível na inclusão de certos programas governamentais.

Veja também: Acuidade visual

Magnitude da deficiência visual[editar | editar código-fonte]

  • Em nível mundial, em 2002 mais de 161 milhões de pessoas ficaram deficientes visuais, dos quais 124 milhões de pessoas tinham baixa visão e 37 milhões eram cegos. No entanto, por alguns erros cometidos algumas causas para a deficiência visual não foram incluídas, o que implica que a real magnitude global da deficiência visual é maior.
  • Em nível mundial, para cada pessoa cega, uma média de 3,4 pessoas têm baixa visão, com o país e a variação regional variando de 2,4 a 5,5.

Patologias na acuidade visual, que podem causar perda de visão[editar | editar código-fonte]

Em comparação com as estimativas dos anos de 1990, novos dados baseados na população mundial em 2002 mostram uma redução no número de pessoas cegas, com problemas de visão, e aqueles que são cegos devido aos efeitos das doenças infecciosas, mas existe um aumento do número de pessoas que estão relacionados com a ocultação das condições de vida desde muito tempo. Esta nova informação sublinha a necessidade de alterar a agenda de saúde para incluir a gestão das doenças que estão agora tornando-se predominantes.

Distribuição da deficiência visual[editar | editar código-fonte]

Por idade: As deficiências visuais estão distribuída desigualmente e em todas as faixas etárias. Mais de 82% das pessoas que são cegas possuem 50 anos ou mais, embora representem apenas 19% da população do mundo. Devido ao número esperado de anos vividos em cegueira (anos de cegueira) a cegueira infantil continua a ser um problema significativo, com um valor estimado em 1,4 milhões de crianças cegas abaixo de 15 anos.

Por gênero: Indicam que de forma consistente e em todas as regiões do mundo, e em todas as idades, as mulheres têm um risco significativamente maior de serem deficientes visuais que os homens.

Geograficamente: A deficiência visual não está distribuída uniformemente em todo o mundo. Mais de 90% dos deficientes visuais do mundo vivem em países em desenvolvimento.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]