Bakir Izetbegović

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes fiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Bakir Izetbegović.jpg

Bakir Izetbegović (nascido a 28 de junho de 1956, em Saraievo, Bósnia e Herzegovina, Jugoslávia) é um político bósnio.[1] Izetbegović é membro do Partido de Ação Democrática e filho do falecido presidente bósnio Alija Izetbegović. Em 2010 foi eleito como membro bosníaco da Presidência da Bósnia e Herzegovina, cargo tripartido que partilha com Željko Komšić e Nebojša Radmanović.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Izetbegović licenciou-se em arquitetura pela Universidade de Saraievo em 1981. De 1982 a 1992 trabalhou como consultor numa firma de arquitetura. Entrou na política em 2000, e após servir em duas assembleias regionais foi eleito para o Parlamento da Bósnia e Herzegovina em 2006. Em maio de 2009, foi derrotado numa eleição partidária pela liderança do Partido de Ação Democrática.

Eleição[editar | editar código-fonte]

A 3 de outubro de 2010, Izetbegović foi eleito para a Presidência da Bósnia e Herzegovina como membro bosníaco desta. Ficou em primeiro lugar (em nove) com uma percentagem de 35% dos votos. O segundo classificado, Fahrudin Radončić, recebeu 31% enquanto que o membro bosníaco da Presidência na altura em exercício, Haris Silajdžić, teve apenas 25%. Os seis restantes candidatos tiveram um total de 9% dos votos.

BH Telecom[editar | editar código-fonte]

Em 2010, Izetbegović assegurou que a companhia de telecomunicações estatal BH Telecom comprasse um edifício com construção por terminar em Saraievo por 34 milhões de marcos convertíveis (17,4 milhões de euros) à companhia OKI. Os antigos proprietários eram apoiantes de longa data do Partido de Ação Democrática que não conseguiriam vender o edifício por mais de 20 milhões de marcos convertíveis.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Haris Silajdžić
Membro bosníaco da Presidência da Bósnia e Herzegovina
2010 – presente
Sucedido por
Incumbente
Precedido por
Željko Komšić
Presidente da Presidência da Bósnia e Herzegovina
2012
Sucedido por
Nebojša Radmanović
Precedido por
Željko Komšić
Presidente da Presidência da Bósnia e Herzegovina
2014 – presente
Sucedido por
Incumbente

Referências

  1. Eupolitics. Página visitada em 2012.04.16.