Banaba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Julho de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Banaba Island.svg

Banaba é uma pequena ilha (antigamente chamada “ilha do Oceano”) na Micronésia, a oeste das ilhas Gilbert e a leste de Nauru. É a ilha mais ocidental da República de Kiribati.

Em 1900, Albert Ellis, um neozelandês que trabalhava para uma companhia britânica, descobriu que aquela ilha era rica em fosfato de cálcio, uma importante matéria prima para fertilizantes, e convenceu os nativos a assinarem – de cruz – documentos legais que davam à companhia o direito de explorar aquele recurso por 50 libras por ano, durante 999 anos. Em 1942, a ilha foi invadida pelos japoneses e os seus habitantes enviados para campos de trabalhos forçados noutras ilhas, uma vez que a sua já estava praticamente devastada. No fim da guerra, os banabenses foram “recuperados” pelos britânicos e enviados para a ilha de Rabi, que actualmente pertence a Fiji. Em 1979, as minas de fosfato foram abandonadas e muitos banabenses regessaram para verificar que do que antes eram 595 hectares de floresta tropical, apenas tinham restado mais ou menos intactos 150.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre o Kiribati é um esboço relacionado ao Projeto Oceania. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.