Banco Cruzeiro do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Banco Cruzeiro do Sul S.A.
Tipo Instituição Financeira
Indústria Banco de crédito
Fundação agosto de 1989 (25 anos)
Locais São Paulo
Produtos Serviços bancários
Página oficial ri.bcsul.com.br

O Banco Cruzeiro do Sul S.A. é um banco múltiplo privado brasileiro.

História[editar | editar código-fonte]

Na estrutura atual, foi fundado em agosto de 1989 a partir da empresa Cruzeiro DTVM Ltda. do Grupo Pullman, dona do grupo Pão Americano S.A.[1] . Em 1993, a família Indio da Costa adquiriu o Banco Cruzeiro do Sul do Grupo Pullman. Em 1994, o Banco Cruzeiro do Sul foi nomeado como agente do BNDES para operar no mercado de crédito de longo prazo, concedendo a empresas empréstimos para capital de giro e investimentos, inclusive empréstimos por meio do FINAME, uma subsidiária do BNDES especializada em financiamento de bens de capital.

Em 2002, o Banco Cruzeiro do Sul deixou de atuar como agente do BNDES e atualmente mantém uma pequena parcela de empréstimos do BNDES em aberto em nosso balanço patrimonial, até sua amortização integral.

Em 2003, o banco foi nomeado dealer especialista oficial do Banco Central para negociação dos títulos do Tesouro Nacional nos mercados secundário e de derivativos. O papel do Banco Cruzeiro do Sul era atuar como intermediário entre o Banco Central e o mercado na compra e venda de títulos pós-fixados. Em 2004, o Banco Cruzeiro do Sul começou a operar no segmento de crédito para empresas de médio porte, oferecendo empréstimos atrelados a recebíveis para fornecedores de produtos e serviços a grandes empresas brasileiras.

Desde 2003, o Banco Cruzeiro do Sul passou a atuar também no segmento de crédito para empresas de médio porte (middle market), oferecendo a empresas selecionadas crédito de curto prazo, usualmente atrelado a recebíveis. Em 31 de março de 2007 o Banco possuía 142 clientes nesse segmento de crédito e uma carteira de R$214,7 milhões.

Em 2004 o Banco Cruzeiro do Sul ingressou no segmento de crédito consignado para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (“INSS”) e, em 2005, lançou um cartão de crédito que utiliza o mesmo método de cobrança do crédito consignado.

Em 2011 teve sua nota de classificação de risco rebaixada pela agência de rating Moody's, em razão de dificuldades de captação de recursos.[2]

Em 4 de junho de 2012, o Banco Central do Brasil decretou intervenção no Banco Cruzeiro do Sul. Os controladores, da família Indio da Costa, foram afastados e a gestão passou ao Fundo Garantidor de Crédito (FGC), sob o Regime de Administração Especial Temporária por 180 dias. O Banco Central comunicou à imprensa que o motivo foi a identificação de um rombo de R$ 1300 milhões, resultando num patrimônio Líquido negativo de R$ 150 milhões, provocado por créditos fictícios. Em 18 de junho o Banco Central anunciou a formação de uma Comissão de Inquérito para investigar o banco e suas empresas controladas, que deverá apresentar conclusões em 120 dias.

Informações gerais[editar | editar código-fonte]

Identificação Características
Razão Social Banco Cruzeiro do Sul S.A. Tipo de Empresa Instituição Financeira
Número 229 Natureza do Controle Acionário
CNPJ 62.136.254/0001-99 Atividade Principal Crédito consignado
Código CVM 02753 Listagem em Bolsa de Valores
NIRE 35300011015 Brasil - BOVESPA CZRS4
SWIFT Relação com o Investidor relacoes.investidores@bcsul.com.br
Endereço Rua Funchal, 418 – 8° andar - Vila Olímpia - São Paulo -SP Website www.bcsul.com.br

Estrutura Societária[editar | editar código-fonte]

O Banco Cruzeiro do Sul S.A. é formado por um grupo bem estruturado de companhias subsidiárias. As principais subsidiárias operacionais do banco Cruzeiro do Sul são:

Cruzeiro do Sul S.A. Corretora de Valores e Mercadorias: A Cruzeiro do Sul Corretora exerce basicamente atividades de corretagem e atua exclusivamente como corretora para negociações na Bovespa, BM&F e na BBM;

Cruzeiro do Sul S.A. Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários: A Cruzeiro do Sul DTVM exerce basicamente atividades de intermediação e negociação de títulos públicos. É também responsável pela distribuição de todos os nossos FIDCs.

Bancred S.A. Crédito, Financiamento e Investimento: A Bancred exerce basicamente atividades relacionadas ao financiamento ao consumidor.

Cruzeiro do Sul Imobiliária, Comercial, Importadora e Exportadora S.A: A Cruzeiro do Sul Imobiliária realiza basicamente operações imobiliárias e também está apta a atuar com importações e exportações.

Cruzeiro do Sul S.A. – Companhia Securitizadora de Créditos Financeiros: A Cruzeiro do Sul Securitizadora exerce basicamente atividades de revenda de ativos.

BCS Seguros S.A.: A BCS Seguros exerce basicamente atividades relacionadas à previdência privada e seguros de vida.

Companhia Promotora de Vendas – Proveban: A Proveban exerce basicamente atividades de administração, controle e análise de empréstimos, serviços de consultoria em vendas e de tecnologia da informação. A Companhia Promotora de Vendas – Proveban é controlada operacionalmente pela subsidiária do Grupo Cruzeiro do Sul da setor de previdência privada e seguros de vida BCS Seguros S.A.

Referências

  1. Histórico
  2. Marcelo Poli (18 de novembro de 2011). Moody’s rebaixa Banco Cruzeiro do Sul por dificuldades em captação. Revista Exame. Página visitada em dezembro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]