Banco Rural

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Banco Rural
Banco Rural S.A.
Tipo Sociedade anônima
Fundação 1964
Áreas servidas Brasil
Presidente João Heraldo Lima
Produtos serviços bancários
Página oficial rural.com.br

O Banco Rural é uma instituição bancária privada brasileira. Foi criado em 1964, tem sua sede em Belo Horizonte e é controlado pela familia Rabello com capital de 65% das ações ativas.

Em 2005, o Banco Rural ocupava a 18º posição entre os 40 maiores bancos privados em ativos, de acordo com dados do Banco Central, com Patrimônio Líquido de R$ 678 milhões. Em 2012, os números, no entanto, eram significamente menores, conforme dados disponibilizados pelo Banco Central.

O Banco Rural ficou conhecido do grande público brasileiro por abrigar contas utilizadas em escândalos de corrupção de repercussão nacional, como o do escândalo de mensalão. Em abril de 2006, o procurador-geral da república, Antonio Fernando de Souza, denunciou quatro diretores do Banco Rural por crimes contra o mercado financeiro.[1]

Devido a esse fato, em junho de 2006, foi divulgado que o Banco Rural passava por dificuldades financeiras, devido ao receio de seus investidores. O banco perdeu ativos em conta-corrente. Esse movimento foi atribuído ao receio dos seus clientes, que fecharam suas contas-correntes no banco por temer investigações de seus dados bancários, e também com medo da própria saúde financeira do banco.

No dia 02/08/2013, o Banco Rural teve sua liquidação extra judicial decretada pelo Banco Central. Em nota oficial o BC informou como motivo para a liquidação: "comprometimento da situação econômico-financeira e falta de um plano viável para a recuperação da situação do banco".


Referências