Banco da Itália

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Banco da Itália

Emblem of Italy.svg
Organização
Natureza jurídica Instituto público de regime especial
Atribuições Banco central, supervisão do sistema financeiro e desempenho de funções atribuídas ao Sistema Europeu de Bancos Centrais
Dependência Governo da Itália
Ministero dell'Economia e delle Finanze
Chefia Ignazio Visco, Governador
Órgão subordinado Organograma geral
Localização
Jurisdição territorial  Itália
Sede Roma
41° 53′ N 12° 29′ E
Histórico
Criação 1893
Sucessor Banco Central Europeu
Sítio na internet
www.bancaditalia.it
Sede principal da Banca d'Italia em Roma.

O Banco da Itália (italiano: Banca d'Italia) é o banco central da República Italiana e do Sistema Europeu de Bancos Centrais (SEBC). Sua sede está no Palazzo Koch em Roma. Após a fusão das quatro principais bancos da Itália, o banco foi fundado em 1893. Seu atual governador é Ignazio Visco, que assumiu o cargo em 31 de outubro 2011.[1]

Funções[editar | editar código-fonte]

Após a transferência das políticas monetárias em 1999, o Banco Central Europeu (BCE), no âmbito da nova estrutura europeu, o banco implementa as decisões deste, as moedas de Euro colocadas em circulação e moedas antigas.

A principal missão tornou-se uma monitoração bancário e financeiro. O objetivo é garantir a estabilidade e a eficiência do sistema e fazer cumprir normas e regulamentos. O banco persegue este meio de legislação secundária, controles e cooperação com as autoridades do governo.

Desde a reforma de 2005, que foi causado como resultado de escândalos na absorção entre as empresas, o banco perdeu a exclusividade do anti-trust autoridade no setor de crédito, partilha essa responsabilidade com o "Anti-Trust Authority Italiana". Outras características incluem o controle do mercado, os cuidados de pagamentos e prestação de suprimentos, de Finanças do Estado, registro centrais de crédito, consultoria empresarial e análise econômica.

O banco tem sido espalhados em 95 capitais de província e tem cerca de 97 filiais.

O Banco da Itália tem reservas de ouro estimada em 2.426 toneladas (2009)é a quarta maior reserva do mundo.[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]