Bandeira da Itália

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira da Itália
Bandeira da Itália
Aplicação
FIAV 111000.svgFIAV normal.svg
Proporção 2:3
Adoção 1 de Janeiro de 1948
Cores
  Verde
  Branco
  Vermelho

A bandeira nacional da Itália ( por vezes referida como il Tricolore), é formada por três cores (tricolor) de igual dimensão vertical: verde, branco e vermelho[1] , com o verde posicionado no lado esquerdo. A sua forma actual data de 19 de junho de 1946, e foi formalmente adoptada em 1 de janeiro de 1948.[2]

A primeira entidade a usar a bandeira tricolor italiana foi a República Cispadana em 1797, a qual substituiu Milão após a o exército vitorioso de Napoleão Bonaparte ter atravessado a Itália a partir de março de 1796. As cores escolhidas por aquela república eram a vermelha e a branca, as quais eram as cores da recém-conquistada bandeira de Milão; e verde, que era a cor do uniforme da guarda civil milanesa. Entretanto, muitas pequenas repúblicas francesas de inspiração jacobina tinham substituído os antigos estados absolutistas italianos e, quase todos com variantes de cores, usavam bandeiras caracterizadas por três bandas de igual dimensão, inspiradas no modelo francês de 1790.

Alguns historiadores atribuíram um significado particular às cores, e uma interpretação habitual é de que o verde representa as planícies e as colinas do país; o branco, o topo dos Alpes; e o vermelho, o sangue derramado nas Guerras da Independência Italiana. Uma interpretação de natureza mais religiosa, é a de que o verde representa a esperança o branco a fé, e o vermelho a caridade; estas representam as três virtudes teologais.[3]

As cores[editar | editar código-fonte]

Interpretações sobre a escolha dessas cores são várias. O verde pode simbolizar as planícies e colinas italianas; o branco simboliza a neve dos Alpes e o vermelho seria o sangue derramado nas Guerras de Independência e Unificação da Itália. Do ponto de vista religioso, as três cores representam as Virtudes teológicas. O verde simboliza Esperança, o branco é a e o vermelho, Caridade.

Em 2003, após 206 anos de serviço, as cores autênticas da tricolore italiana foram especificadas pelo governo.[4]

Cores padrão da il tricolore
Descrição Número RGB CMYK HSV Hex

Fern Green 17-6153 TC 0-146-70 100-0-100-45 149-100-057 #009246
Bright White 11-0601 TC 241-242-241 0-0-0-0 120-000-095 #F1F2F1

Flame Scarlet 18-1662 TC 206-43-55 0-100-100-0 365-079-081 #CE2B37

As repúblicas jacobinas[editar | editar código-fonte]

Como outras bandeiras, também a italiana se inspira na bandeira francesa introduzida com a revolução de 1789. Quando o exército de Napoleão atravessou a Itália, a partir de março de 1796, bandeiras tricolores foram adotadas tanto pelas várias repúblicas jacobinas, quanto pelas forças militares que acompanhavam o exército francês.

A Legião Lombarda[editar | editar código-fonte]

O primeiro exemplo de tricolor italiano foi adotado em 8 de outubro de 1796, como distintivo da guarda civil milanesa, e logo depois pela Legião Italiana composta de soldados provenientes da Emília e da Romanha

  1. O branco e vermelho do antigo emblema comunal de Milão (a cruz vermelha sobre campo branco, depois difundido em toda a planície Padana) foram acrescentados ao verde que já a partir de 1782 constituía a tonalidade uniforme da guarda civil milanesa: o verde era de fato a cor de Milão desde o tempo dos Visconti, dinastia que usava tal cor em seu brasão.
  2. As primeira bandeiras militares foram certamente compostas de imitações da forma da tricolor francesa, tanto que um pequena lenda de origem francesa diz essa bandeira foi usada a primeira vez quando um soldado portou em batalha contra os austríacos uma bandeira francesa na qual o azul fora substituído pelo verde por erro ou por falta da tinta necessária.
  3. A República Cispadana e o nascimento da tricolor italiana
A setecentesca "Sala del Tricolore", hoje sala do conselho da comuna de Régio da Emília. Aqui nasceu a bandeira italiana.

A tricolor italiana foi decretada pela primeira vez em 7 de janeiro de 1797 em Régio da Emília como bandeira da República Cispadana, proposta por Giuseppe Compagnoni.[5]

Em 27 de dezembro de 1796, reuniu-se em Régio da Emília, o Conselho Cispadano, para decretar o nascimento da República Cispadana.

Na reunião de 7 de janeiro de 1797 o sacerdote Giuseppe Compagnoni propôs "que o símbolo da República Cispadana seja alçado em todos os lugares nos quais é necessário o símbolo da soberania". Propôs também,que o estandarte da bandeira cispadana, formado das cores verde, branca e vermelha, fossem «universais». A proposta foi aprovada em 21 de janeiro.

Bandeiras históricas[editar | editar código-fonte]

Outras bandeiras[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

  1. Definida pelo artigo nº 12 da Constituição da República Italiana de 27 de dezembro de 1947, publicada na Gazzetta Ufficiale della Repubblica Italiana nº 298, edição extraordinária, de 27 de dezembro de 1947.
  2. Costituzione della Repubblica Italiana Art. 12, 22 dicembre 1947, pubblicata nella Gazzetta Ufficiale n. 298 del 27 dicembre 1947 edizione straordinaria (publicado na Official Gazette [da República Italiana] No. 298 de 27 de Dezembro de 1947, edição extraordinária) "La bandiera della Repubblica è il tricolore italiano: verde, bianco, e rosso, a tre bande verticali di eguali dimensioni"
  3. Dal discorso di Giosuè Carducci, tenuto il 7 gennaio 1897 a Reggio Emilia per celebrare il 1° centenario della nascita del Tricolore (a partir do discurso de Giosuè Carducci, datada de 7 de Janeiro de 1897 em Régio da Emília para celebrar o primeiro centenário do nascimento da Tricolour), Comitato Guglielmo Marconi International (acesso em 5 de outubro de 2008)
  4. Circolare del sottosegretario alla Presidenza del Consiglio dei Ministri Gianni Letta del 18 settembre 2002 e circolare del segretario generale alla Presidenza del Consiglio dei Ministri Antonio Catricalà del 17 gennaio 2003
  5. I Simboli della Repubblica (em italiano). Il Quirinale - Presidenza della Repubblica. Página visitada em 13 de dezembro de 2010.
Bandeiras nacionais
Lista de bandeiras nacionais
Ícone de esboço Este artigo sobre vexilologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.