Bandeira de Angola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira de Angola
Bandeira de Angola
Aplicação
FIAV 111111.svgFIAV normal.svg
Proporção 2:3
Adoção 11 de Novembro de 1975
Cores
  Preto
  Vermelho
Ouro

A bandeira nacional de Angola divide-se horizontalmente numa metade superior vermelha e na outra parte inferior negra. O vermelho simboliza o sangue derramado pelos angolanos durante as lutas pela independência, enquanto que o negro simboliza o continente africano. Cruzados no centro estão uma roda dentada, que simboliza a indústria, e uma catana, que simboliza o campo, encimada por uma estrela cujo conjunto simboliza os trabalhadores[1] .

Proposta de nova bandeira[editar | editar código-fonte]

Em 2003, a comissão constitucional angolana, ficou encarregada de esboçar uma nova constituição para Angola e propor novos símbolos nacionais, acabando por apresentar em 28 de Agosto de 2003 uma proposta para a nova bandeira de Angola[1] .

A bandeira iria medir 180 cm de comprimento por 120 cm de largura, e estaria dividida em 5 faixas horizontais. As faixas inferior e superior azuis escuras, representam a liberdade, justiça e solidariedade. As duas faixas intermédias, de cor branca, representam a paz a unidade e a harmonia. A faixa central de cor vermelha, representa o sacrifício, tenacidade e heroísmo. No meio da faixa vermelha ficaria um sol amarelo com 15 raios, composto de três círculos irregulares concêntricos. A imagem é inspirada nas pinturas rupestres de Tchitundo-Hulu, na província do Namibe. O sol simboliza a identidade histórica e cultural e a riqueza de Angola[1] .

FIAV proposal.svg Bandeira proposta em 2003.

A bandeira proposta e o novo hino nacional seriam adotados formalmente após as eleições gerais programadas para 2005[1] . No entanto, tal nunca chegou a acontecer.

Referências

  1. a b c d Bandeira de Angola. Portal São Francisco. Página visitada em 26 de Janeiro de 2010.


Bandeiras nacionais
Lista de bandeiras nacionais