Bandeira de Guarulhos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira do município
de Guarulhos
Bandeira do municípiode Guarulhos
Aplicação
FIAV 110000.svgFIAV normal.svg
Proporção 7:10
Adoção 7 de dezembro de 1971 (43 anos)
Cores
  Azul
  Branco
  Vermelho

A Bandeira de Guarulhos foi instituída pela Lei Municipal 1.679 de 07 de dezembro de 1971, com base no trabalho elaborado pelo heraldista professor Arcinoé Antonio Peixoto de Faria.

Descrição[editar | editar código-fonte]

O estilo da Bandeira, esquartelado em cruz, dentro da tradição heráldica portuguesa, simboliza o espírito cristão do povo de Guarulhos. O Brasão central simboliza o Governo Municipal e o losango branco central, onde este é aplicado, representa a própria sede do Município. As faixas simbolizam o Poder Municipal que se expande a todos os quadrantes do território e, os quartéis azuis assim constituídos, representam as propriedades rurais existentes no território municipal.

As cores da Bandeira Municipal, ainda em conformidade com a tradição heráldica portuguesa, são as mesmas do Brasão: o azul simboliza justiça, nobreza, perseverança, zelo, lealdade, recreação e formosura; o branco tem o simbolismo de paz, trabalho, amizade, prosperidade e pureza; o vermelho, amor pátrio, dedicação, audácia, desprendimento, valor, intrepidez, coragem e valentia;

Em conformidade com as regras heráldicas, a Bandeira Municipal possui as dimensões oficiais adotadas pela Bandeira Nacional levando-se em consideração 14 (quatorze) módulos de altura da tralha por 20 (vinte) módulos de comprimento do retângulo.


Apresentação da Bandeira Municipal[editar | editar código-fonte]

A Bandeira Municipal deve ser hasteada de sol a sol com o hasteamento realizado às 8 (oito) horas e o arriamento às 18 (dezoito) horas. Poderá ser utilizada à noite, desde que se encontre convenientemente iluminada.

Quando a Bandeira Municipal for hasteada em conjunto com a Bandeira Nacional deverá estar disposta à esquerda desta. Quando a Bandeira Estadual for também hasteada, ficará a nacional no centro, ladeada pela Estadual à direita e Municipal à esquerda, colocando-se a Nacional em plano superior às demais.

Sendo a Bandeira Municipal apresentada distendida e sem mastro, em rua ou praça, entre edifícios ou portas, deverá ser colocada ao comprido, de modo que o lado maior do retângulo esteja em sentido horizontal e a coroa mural voltada para cima. Aparecendo em sala ou salão, por motivo de reuniões, conferências ou solenidades, ficará a Bandeira Municipal distendida ao longo da parede, por trás da cadeira da presidência ou do local da tribuna, sempre acima da cabeça do ocupante.

A Bandeira Municipal poderá ser reproduzida em bandeirolas de papel, nas comemorações de datas cívicas, obedecendo sempre os módulos e as cores descritas na legislação.

A Bandeira Municipal será hasteada obrigatoriamente, nas repartições e próprios municipais, nos estabelecimentos de ensino públicos e particulares, nas instituições particulares de assistência, letras, artes, ciências e desportos: a) nos dias de luto ou festa municipal, estadual e federal; b) diariamente, na fachada dos edifícios-sede dos Poderes Municipais Legislativo e Executivo; c) na fachada do edifício-sede do Poder Executivo, sendo hasteada isoladamente em dias de expediente comum sempre que estiver presente o Prefeito (Chefe do Executivo), sendo recolhida na ausência deste; d) na fachada do edifício-sede do Poder Legislativo, em dias de sessões.

Em funerais a Bandeira deve ser levada ao tope do mastro, antes de ser baixada a meia adriça ou meio mastro, e subirá novamente ao tope, antes do arriamento; sempre que conduzida em marcha, o luto será indicado por um laço de crepe atado à lança. Compete ao Prefeito Municipal decretar quando a Bandeira será hasteada em funeral, não o podendo ser, contudo, em dias feriados. Quando distendida sobre esquife mortuário de cidadão que tenha direito a esta homenagem, deverá ficar a tralha do lado da cabeça do falecido e a coroa mural do Brasão à direita, devendo ser retirada por ocasião do sepultamento.

Nos desfiles, a Bandeira Municipal contará com uma guarda de honra, composta de seis pessoas, sendo uma porta-bandeira, seguindo a testa da coluna quando isolada ou precedida pelas Bandeiras Nacional e Estadual quando estas também concorrerem ao desfile.

Os estabelecimentos de ensino municipais, deverão manter a Bandeira Municipal em lugar de honra, quando não esteja hasteada, do mesmo modo procedendo-se com as bandeiras Nacional e Estadual.

É terminantemente proibido o uso da Bandeira Municipal para servir de pano de mesa em solenidades, a colocação de qualquer indicação sobre a Bandeira e o Brasão Municipal e a a reprodução de qualquer dos símbolos municipais para servirem de propaganda política ou comercial.

As Bandeiras velhas ou rotas devem ser incineradas registrando-se o fato em livro competente, contudo não será incinerada, mas recolhida ao Museu Histórico Municipal, o exemplar da Bandeira Municipal ao qual esteja ligado fato de relevante significação histórica do Município, como no caso da primeira Bandeira Municipal inaugurada após a sua instituição.


Legislação[editar | editar código-fonte]

Instituída pela Lei Municipal 1.679 de 07 de dezembro de 1971.

instituída a Semana Cívica Educativa das Bandeiras no Município de Guarulhos pela Lei Municipal 5.755 de 26 de dezembro de 2001.


Ver também[editar | editar código-fonte]

Hino de Guarulhos]

Bandeiras do Brasil
Lista de bandeiras de São Paulo