Bandeira de Juiz de Fora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.
Bandeira de Juiz de Fora
Bandeira de Juiz de Fora

A bandeira de Juiz de Fora foi desenvolvida com um propósito de simplicidade, trazendo apenas as faixas com as cores constantes do brasão, menos o ouro e o negro. É descrita da seguinte maneira: "Cinco faixas de três alturas diferentes, composta com as cores que se destacam no brasão de armas do município: azul, vermelho, verde e branco. A primeira, de quatro módulos, em azul; a segunda, de um módulo, em branco; a terceira, de três módulos, em vermelho, carregada, ao centro, de um triângulo equilátero de dois módulos, em branco; a quarta, de um módulo, de branco; a quinta, de quatro módulos, de verde".

A explicação ou interpretação é a seguinte: "As cores, com as respectivas significações heráldicas, representam, inclusive, os diferentes povos que entraram na composição étnica do município e contribuíram, cada um ao seu modo, para a formação e o desenvolvimento social de Juiz de Fora: portugueses, indígenas, negros, italianos, alemães, sírios e libaneses. Figuram elas nas bandeiras das nações referidas, exceto das indígenas, que não as tinham e que são representadas na bandeira pelo vermelho. O triângulo é o da bandeira do estado de Minas Gerais e evoca a Inconfidência Mineira, um de cujos participantes—o Dr. Domingos Vidal Barbosa—era, ao tempo da conjuração, morador na fazenda do juiz de fora". É uma bandeira de composição original.[1]

Referências

  1. "Bandeira de Juiz de Fora" - Prefeitura de Juiz de Fora