Bandeira do Rio Grande do Norte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira do estado do Rio Grande do Norte
Bandeira do estado do Rio Grande do Norte
Aplicação
FIAV 111000.svgFIAV normal.svg
Proporção 2:3
Adoção 3 de dezembro de 1957
Cores
  Verde
  Branco
  Amarelo
Descrição Bandeira retangular bipartida em faixas, sendo a parte superior de cor verde idêntica à da Bandeira Nacional e a parte inferior de cor branca. Seu centro é carregado de um escudo francês moderno, em ouro, por sua vez carregado do Brasão de Armas do Estado.

A Bandeira do Rio Grande do Norte foi instituída pela lei estadual nº 2160 de 3 de dezembro de 1957, durante o governo de Dinarte Mariz.

O estudo sobre o seu formato foi definido por Luís da Câmara Cascudo, notório experiente da cultura potiguar. Ela é composta por um retângulo de um metro de altura por um metro e meio de comprimento (proporção 2 por 3), com as cores verde (que ocupa a metade superior da bandeira e representa a esperança), branco (ocupa a metade inferior e representa a paz) e amarelo, cujo campo se apresenta em forma de escudo, servindo ao fundo o brasão do estado.[1]

Com uma origem quase que exclusivamente extrativista, o estado do Rio Grande do Norte expõe em sua bandeira o que é e principalmente o que já foi a principal fonte de renda do estado.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Governo. Símbolos. Visitado em 21 de abril de 2011. Cópia arquivada em 22 de maio de 2011.
Bandeiras dos Estados e do Distrito Federal brasileiros
Acre Bahia Goiás Minas Gerais Pernambuco Rio Grande do Sul São Paulo
Alagoas Ceará Maranhão Pará Piauí Rondônia Sergipe
Amapá Distrito Federal Mato Grosso Paraíba Rio de Janeiro Roraima Tocantins
Amazonas Espírito Santo Mato Grosso do Sul Paraná Rio Grande do Norte Santa Catarina Brasil
Ícone de esboço Este artigo sobre vexilologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.