Bandolim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandolim
Informações
Classificação Bandolineta
Bandoleta
Bandola
Bandoloncelo
Bandolão
Classificação Hornbostel-Sachs
Extensão
Range mandolin.PNG
Afinação padrão Sol Ré Lá Mi
G D A E

Um bandolim é um instrumento musical da família dos cordofones. O bandolim possui cordoamento duplo, possuindo assim quatro pares de cordas, afinadas da mesma forma que o violino: Sol, Ré, Lá, Mi. O bandolim tem forma de pêra, podendo ter as costas abauladas ou rectas.

As origens do bandolim remontam à Itália do século XVI, e ligam-no ao alaúde.

História[editar | editar código-fonte]

O Bandolim surgiu na Itália entre os séculos XVI e século XVII como evolução da família do alaúde.[1] Esse processo tem origem no início do século XV, quando surgiu uma miniatura de um alaúde (oud) chamado mandola, afinado em C-G-D-A. A partir desse instrumento surgiria o bandolim (mandolin em italiano, que nada mais é que o diminutivo de mandola), tocado com a utilização de palhetas feitas de casco de tartaruga ou penas de aves e tendo cordas feitas de tripas de animais afinadas em G-D-A-E.

Com o passar do tempo, sua difusão pelo mundo fez com que surgissem diferentes nomes e características estruturais. Na Itália destacam-se dois modelos: o Napolitano e o Milanês. O primeiro tem o fundo da caixa acústica abaulado de forma semelhante ao Alaúde e 4 pares de cordas com a afinação atual (E, A, D, G). O Milanês tem 5 pares de cordas. O modelo alemão é semelhante ao Napolitano com a diferença de ter o fundo plano. O bandolim em Portugal também sofreu alterações na caixa, a qual ficou com formato de pêra. Já no Brasil o bandolim mais utilizado pelos músicos possui a caixa acústica com o formato similar ao da guitarra portuguesa.

A popularização do instrumento ocasionou um maior interesse por parte de importantes compositores. Vivaldi, Beethoven e Prokofiev, por exemplo, dedicaram peças a esse instrumento. No Brasil o bandolinista Paulo Sá descobriu na Biblioteca Nacional, por ocasião de sua pesquisa de doutoramento, uma peça para Bandolim e Piano composta por Carlos Gomes e que era desconhecida até mesmo pelo público especializado.[carece de fontes?]

Estilo musical[editar | editar código-fonte]

No Brasil esse instrumento forma historicamente o conjunto básico, junto com o cavaquinho (instrumento português), a flauta e o violão, para execução de choros. Jacob do Bandolim é considerado o maior bandolinista brasileiro de todos os tempos.[carece de fontes?]

Em Portugal, depois de um período de menor actividade, o bandolim voltou, agora mais visível nas mãos dos estudantes do ensino superior, em cujas tunas ele tem um papel mais destacado.[2]

Bandolinistas[editar | editar código-fonte]

Bandolinistas brasileiros[editar | editar código-fonte]

--79.169.55.103 (discussão) 03h50min de 29 de maio de 2014 (UTC)=== Bandolinistas portugueses ===

Bandolinistas norte-americanos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bandolim
Ícone de esboço Este artigo sobre um Instrumento musical é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.