Baoding

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bolas baoding

Bolas baoding (保定铁球) são artefatos de origem chinesa utilizados para exercitar as mãos e proporcionar relaxamento, combatendo o estresse. Por essa razão, são também conhecidos como bolas da saúde. O conjunto é tradicionalmente composto por duas bolas de tamanho pequeno, tradicionalmente de ferro, armazenadas em uma pequena caixa retangular.

A medicina tradicional chinesa utiliza as bolas da saúde como instrumentos que, movimentados entre as mãos, podem contribuir para a recuperação de contusões, ou ainda para exercitar a força e a agilidade. 

Além disto, as bolas podem também contribuir para fortalecer as mãos dos massagistas e propiciar o estado de relaxamento e concentração adequado à prática da meditação chinesa

O par de bolas é confeccionado de modo a produzir dois tipos de sons diferentes. O suave tilintar que cada uma produz ao serem manuseadas é nomeado pelos chineses "Rugido do Dragão e "Canto do Fênix": o Dragão Chinês e a Fênix (Feng Hua) representam para a cultura chinesa símbolos da harmonia Yin-Yang

História[editar | editar código-fonte]

Bolas baoding sendo utilizadas

Teriam sido criadas na dinastia Ming (1368-1644) pelo ferreiro Wang Meng Shen, que por sua realização recebeu a função de artesão imperial.

Segundo a medicina tradicional chinesa, seu manuseio estimularia a circulação de energia pelos meridianos que passam pelas mãos, colaborando para aliviar o estresse, e aliviando sintomas locais de artrite ou reumatismo.

Liu Shou-Zhen, médico de Baoding, foi o primeiro a comprovar os benefícios terapêuticos das bolas de ferro, e escreveu:

“As bolas soam como sinos relaxantes que respondem à natureza e à fluência dos cinco dedos, assim exercitando os músculos e ativando a circulação sanguínea. Elas também relaxam os seus cinco órgãos vitais e prolongam a sua vida. Segurando as duas bolas e fazendo movimentos cíclicos em suas palmas, você será capaz de escutar o dragão falar e a fênix cantar. A sensação é única: é alcançar os imortais e voltar às mais simples sensações dos tempos antigos. As bolas estimulam também os vários pontos de acupuntura presentes na mão, ativam o sistema nervoso central, beneficiam o cérebro, melhoram a memória, aliviam o cansaço, desligam a pessoa das preocupações e do cansaço mental, e auxiliam no tratamento de problemas com mãos em geral. Há ainda registros de pessoas que as utilizaram para curar-se de artrites nos dedos e juntas, hipertensão, e doenças de idade. Assim, elas prolongam a vida das pessoas e são um tesouro necessário, especialmente para pessoas que utilizam muito as mãos e a cabeça”[1]

Formas de uso (exercícios)[editar | editar código-fonte]

As bolas são pegas numa das mãos e giradas suavemente, sendo deslocadas continuamente em um sentido (horário ou anti-horário).

As duas mãos podem ser exercitadas ao mesmo tempo ou alternadamente.

Os usuários avançados podem frequentemente usar mais de duas bolas ao mesmo tempo; e criar séries, como três minutos num sentido (horário ou anti-horário), alternados com três minutos no sentido contrário; ou, pode-se ver quão rápido se consegue girar as duas bolas na palma da mão.

Usam-se pequenos impulsos com os dedos e com os músculos da palma da mão. Fazendo girar as bolas, deve-se evitar cuidadosamente sacudir os braços para movê-las. Somente a mão deve intervir e os movimentos circulares devem ser os mais precisos e regulares possível, mobilizando assim inteiramente a sua atenção.

Saúde[editar | editar código-fonte]

Manipular as bolas na sua mão não só exercita os músculos da mão, mas antebraço e músculos do ombro também.

Além de desenvolverem os músculos, as bolas estimulam a circulação de sangue pelo corpo.

Para acupunturistas, as bolas são consideradas ainda mais benéficas, na medida em que estimulam e exercitam importantes pontos de pressão situados nas mãos.

Entre outros efeitos benéfico já mencionados (relaxamento, auxílio na meditação e autocontrole, anti-estresse, tonificação da musculatura, etc), o uso das bolas nas palmas das mãos influencia diretamente três dos chamados "meridianos" do corpo humano descritos pela Medicina tradicional chinesa - especificamente: os meridianos do Pulmão; do Sexo/Circulação; e o do Coração.

Toda estimulação, principalmente por meio da prática com as bolas, de determinados pontos destes meridianos, intensifica a circulação da energia vital. Essa intensificação equilibra os pólos biológicos (yin/yang) dessa energia e coloca uma ordenação no metabolismo do corpo em geral.

A Medicina Tradicional Chinesa afirma que as palmas das mãos têm relação com o coração, principalmente através dos meridianos do Coração e da Circulação/Sexo.

Referências culturais e usos na mídia[editar | editar código-fonte]

Reconhecidas como artefatos orientais (mais especificamente chineses) que se tornaram populares também no ocidente, bolas de Baoding têm aparições e menções constantes em obras, livros, filmes, programas de televisão e mídia ocidentais.

No filme X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido (2014), por exemplo, o personagem Magneto entra em cena girando um par de bolas de Baoding com seus poderes - isto é, sem tocá-las, fazendo-as flutuar sobre sua cabeça. O mutante então usa as duas bolas para atacar (e deixar inconscientes) os três guardas presentes.

Bolas de Baoding também são usadas em Tron: o Legado; Veronika Decide Morrer; Boyz n the Hood; The Caine Mutiny; e na animação infanto-juvenil Open Season 3, entre outros, bem como em episódios de inúmeras séries de TV norte-americanas.

Pessoas manuseando bolas de Baoding aparecem ainda em videoclipes da banda Aerosmith (''Eat the Rich") e Massive Attack ("Unfinished Sympathy").

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Baoding
  1. http://www.taochia.pro.br/bolaschinesas.htm