Joseph James Forrester

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Barão de forrester)
Ir para: navegação, pesquisa
Retrato do Barão de Forrester.
Cachão da Valeira, onde faleceu o Barão de Forrester.

Joseph James Forrester (Kingston upon Hull, Inglaterra, 27 de Maio de 1809Cachão da Valeira, São João da Pesqueira, 12 de Maio de 1861) foi um empresário inglês radicado em Portugal. James Forrester foi o primeiro barão de Forrester, título que lhe foi concedido por D. Fernando II, em 1855, na condição de regente durante a menoridade de D. Pedro V.

Em 1831 Joseph juntou-se à empresa vinícola de um tio seu no Porto, e iniciou uma reforma no comércio de vinhos. Na sua obra de 1844, Uma palavra ou duas sobre o vinho do Porto, declarou guerra aos que adulteravam o vinho. Também estudou o oídio da vinha causado pelo Oidium tuckeri, desenhou notáveis mapas do vale do Douro (Mapa do Rio Douro). Por este trabalho, foi-lhe concedido o título de Barão, por D. Fernando II, em 1855, regente durante a menoridade de D. Pedro V.[1]

Pintou várias aguarelas, e foi autor de O Douro Português e País Adjacente (1848) e de Prize Essay on Portugal and its Capabilities (1859), pela qual recebeu uma medalha de ouro.

Em 1861, o barco de Forrester virou-se no Cachão da Valeira, sendo arrastado para o fundo por causa do cinto com dinheiro que levava consigo, nunca tendo sido encontrado o seu corpo. Nessa derradeira viagem, fez-se acompanhar por D. Antónia Adelaide Ferreira, mais conhecida como "Ferreirinha", que segundo reza a história, não se afogou porque as saias de balão que então vestia, a fizeram flutuar até à margem do Rio Douro. Hoje em dia, depois de construídas algumas barragens, o Cachão da Valeira já não constitui o perigo de outrora para os navegadores do Douro. Pode contemplar-se a beleza do Cachão a partir de um monte próximo conhecido como "São Salvador do Mundo".

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

  • Projecto para a formação d'um banco para garantir ao lavrador do Douro o preço da cultura e adubo indispensável de seus vinhos produzidos dentro da demarcação consignada na lei de 21 d'Abril de 1843. Porto : Typ. do Ecco Popular, [19--].

Notas

  1. Delaforce, John; Joseph James Forrester, Baron of Portugal; Published by the author in association with Christie's Wine Publications: 1992; Printed in Portugal by Gráfica Maiadouro, S.A; ISBN 972-95768-0-7)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Personalidades, integrado no Projecto Grande Porto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.