Barbara Dainton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade. (desde março de 2014)
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Barbara Dainton
Nome completo Barbara Joyce Dainton
Nascimento 24 de maio de 1911
Inglaterra
Morte 16 de outubro de 2007 (96 anos)
Cambourne, Inglaterra
Nacionalidade Inglaterra

Barbara Joyce Dainton (Bournemouth, 24 de maio de 1911Turo, 16 de outubro de 2007) uma das duas últimas sobreviventes do naufrágio do Titanic em 1912.

História[editar | editar código-fonte]

Naufrágio[editar | editar código-fonte]

Bárbara tinha um ano e um mês de idade quando embarcou no Titanic juntamente com seu pai Edwy, sua mãe Ada e sua irmã Constance no dia 10 de abril de 1912.

Demasiadamente nova para recordar da noite do naufrágio, sabe-se que seu pai acenou para Bárbara, sua mãe Ada e sua irmã Constance enquanto o bote era abaixado para o oceano escuro daquela noite, de acordo com Karen Kamuda da Sociedade Histórica Titanic em Indian Orchard, Massachusetts. O corpo de Edwy Arthur West, pai de Bárbara, nunca foi identificado.

Barbara Dainton retornou a Inglaterra após o acidente e casou-se em 1952. Como vários sobreviventes, Barbara também evitou a publicidade relacionada ao naufrágio do Titanic.

Falecimento[editar | editar código-fonte]

Morreu aos 96 anos de idade no dia 16 de outubro de 2007,uma terça-feira, em uma casa de repouso em Camborne, Inglaterra, de acordo com Peter Visick, um parente distante. Seu funeral foi realizado segunda-feira na Catedral de Truro, pois insistiu que seu funeral ocorresse antes de todo o anúncio público de sua morte. Após o falecimento, a presidente da Sociedade Histórica Titanic, Karen Kamuda, declarou:

«Nós respeitamos sua privacidade (...) Nós somos assim, falamos sobre nossas emoções e sobre nossos dias, mas pessoas daquela época apenas não querem falar sobre o tempo deles, sobre o que aconteceu.»

Após sua morte, restaria ainda Elizabeth Gladys «Millvina Dean», de Southampton, Inglaterra, que tinha 2 meses de idade no dia do naufrágio, como a última sobrevivente restante do desastre. Millvina falece aos 97 anos na tarde do dia 31 de maio de 2009 em Hampshire, no sul da Inglaterra. Agora, o famoso RMS Titanic ficará apenas na memória do público em geral.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.