Barra Nova (São Mateus)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Praia de Barra Nova
Localização Espírito Santo (estado) São Mateus (ES),  Brasil
Extensão da orla 3km
Tipo de praia Oceânica e Fluvial
Água e ondas Mar agitado com ondas médias
Faixa de areia faixa de areia amarela de 30m
Rios Rio Mariricu
Ilhas próximas Campo Grande
Forma de acesso Por estrada de chão, por rio ou pela beira da praia
Anexo:Lista de praias do Espírito Santo

Barra Nova é uma distrito do município de São Mateus. Em sua sede, localizam-se uma praia e uma vila, de mesmo nome, muito procurada por turistas que procuram paz e tranquilidade.

Também encontra-se nessa localidade a foz do Rio Mariricu, formada artificialmente em meados do século XX com o intuito de drenar a região da Suruaca. A partir da criação dessa foz formou-se a Ilha de Guriri, maior ilha do estado do Espírito Santo.

História[editar | editar código-fonte]

Poucos sabem que o Rio Mariricu, formado com a abertura da nova barra, era na verdade o Rio Barra Seca, que ia desaguar no Rio São Mateus. Sabendo que em determinado ponto esse rio se aproximava muito do Oceano Atlântico, o Comendador Reginaldo Gomes da Cunha, irmão do Barão dos Aimorés, teve a iniciativa de criar um pequeno canal ligando o rio ao mar. Daí o nome Barra Nova, dado à pequena baía que ali se formou. Essa nova barra foi criada em 1866 com a finalidade de se criar um novo porto, devido à precariedade da foz do Rio São Mateus, em Conceição da Barra, o que dificultava a navegação. Outra intenção era o esgotamento das águas da região da Suruaca, aproveitando assim suas terras férteis para a expansão da pecuária.[1]

Praia de Barra Nova

Praia de Barra Nova[editar | editar código-fonte]

Constitui-se numa das mais belas de São Mateus. Sua beleza está nos manguezais e na baía que ali se formou por ocasião da abertura da barra artificial.

É bastante procurada por turistas que procuram paz e sossego.

Entre a praia de Barra Nova e a de Guriri encontra-se as praias do Caramujo, Oitezeiro, Brejo Velho, Aldeia do Coco, Ranchinho e Gameleira. Quase todas são agrestes, com área de restinga bastante devastada.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Eliezer Nardoto. História de São Mateus (em português). 1ª. ed. São Mateus: EDAL, 1999.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

SEQUÊNCIA DE PRAIAS
Oceano Atlântico
precedida por:

Campo Grande (São Mateus)

BARRA NOVA

(São Mateus)

sucedida por:

Gameleira (São Mateus)


Ícone de esboço Este artigo sobre o município de São Mateus é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.