Barrete Arquiducal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Detalhe do retrato do Sacro Imperador José II com o Barrete Arquiducal Austríaco.

A primeira Coroa Arquiducal também chamado de Barrete Arquiducal (em alemão: Erzherzogskrone) surguiu num retrato do Duque Rodolfo IV da Áustria, mesmo que esta Coroa nunca tenha existido ela foi, simbolicamente, utilizada nos Brasões de Armas da Áustria. Ernesto, Duque da Áustria Interiorcriou um Barrete Arquiducal, após a morte do Arquiduque Fernando II que serviu como emblema do Tirol, em 1595.

O Barrete Arquiducal como símbolo do Arquiducado foi feito em 1616 para o Regente do Tirol Maximiliano III. Seu local de produção permanece desconhecido, foi mantido no Mosteiro de Klosterneuburg, na Baixa Áustria.

Em 1620, o Barrete foi levado à Áustria para a Homenagem dos Estados (em alemão: Erbhuldigung), permanecendo aí até 1835.

Além do Barrete Arquiducal, há outro dois coroneis. O primeiro deles é o Barrete Ducal da Estíria, mantido no Landesmuseum Joanneum, em Graz(Áustria). O outro foi construído para substituir o Barrere Arquiducal para a Coroação de José II como Sacro Imperador, em 1764.

O Barrete Arquiducal, do Sacro Imperador José II englobou em sua estrutua a tradicional Coroa Aberta de cinco pontas, feita em ouro, cuja terminação foi de pérolas e pedras preciosas. Sua aparência assemelhava-se ao Barrete do Príncipe-eleitor do Sacro Império. Era forrado de veludo vermelho e a base era com caudas de arminho em preto.

A última vez que foi levado a Viena foi para a Homenagem de Fernando I, Imperador da Áustria, em 1835. [1]

Brasão de Armas[editar | editar código-fonte]

O estado federal da Alta Áustria, (em alemão: Oberösterreich) o utiliza em seu Brasão de Armas.

Brasão da Alta Áustria.

NO Brasão de Salzburgo há o Barrete de Príncipe.

Brasão de Armas de Salzburgo

Simbologia[editar | editar código-fonte]

O Barrete Arquiducal era "um símbolo da unidade da hereditariedade terras austríacas" [2]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. George J. Kugler: O arquiduque austríaco. In: São Leopoldo. Soberano e símbolo nacional. Catálogo da Exposição Provincial da Baixa Áustria, na Abadia de Klosterneuburg, 30 De Março a 3 Novembro de 1985. ( Catálogo do Museu Provincial da Baixa Áustria. NF 155). Gabinete do Governo Provincial de Baixa Áustria, Departamento de Cultura, Viena 1985 XXXI, 445 8 °. Illustr. Propriedade;. 609, p. 427 {{ |url=http://www.uni-klu.ac.at/kultdoku/kataloge/05/html/594.htm |titel=Webdokument |werk=KULT.DOKU |datum= |zugriff=18. Mai 2011 }}
  2. G. Pfaundler: Tirol-Lexikon, Innsbruck 1983, S. 254 – zit. nach Biographisch-Bibliographisches Kirchenlexikon
  • G. Kugler, Der österreichische Erzherzogshut Erbhuldigung und die, em: Der Heilige Leopold, Ausstellungskatalog, Klosterneuburg 1985.
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Barrete Arquiducal