Basílica de Santa Francesca Romana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Santa Francesca Romana
Santa Maria Nova
Santa Francesca Romana da fachada de travertino (de Carlo Lombardi, 1615) e o campanário do estilo românico do século XII.
Santa Francesca Romana da fachada de travertino (de Carlo Lombardi, 1615) e o campanário do estilo românico do século XII.
Região Roma
País Itália
Coordenadas
Religião Igreja Católica


Estilo Românica


Site Site oficial

Santa Francesca Romana, também conhecida como Santa Maria Nova, é uma das poucas basílicas românicas da cidade de Roma. Fundada no século IX e dedicada à santa com o mesmo nome, está situada entre o Fórum Romano e do Templo de Vénus e Roma. Nesta igreja está sepultado o Papa Gregório XI.

História[editar | editar código-fonte]

Fórum Romano e a Basílica de Santa Francesca Romana.

A igreja foi construída no século IX a pedido do Papa Paulo I num pré-existente oratório cristão. Após a restauração, no século X, recebeu a dedicatória à Virgem Maria e o nome de Santa Maria Nova, com a particularidade de distingui-la de outra igreja anteriormente existente e também dedicada à Virgem Maria, a igreja Santa Maria Antiqua que se havia transformado em ruínas no século X.

No século XII, o edifício sofreu uma significativa reestruturação, com a adição de um campanário e decoração da abside. No século XVI, a igreja foi dedicada à Santa Francesca Romana (canonizada em 1608), cujas relíquias foram transferidas para a cripta, daí a sua atual designação.[1]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Chris Nyborg. Santa Francesca Romana.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Basílica de Santa Francesca Romana