Basílica de Santa Francesca Romana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Santa Francesca Romana
Santa Maria Nova
Santa Francesca Romana da fachada de travertino (de Carlo Lombardi, 1615) e o campanário do estilo românico do século XII.
Santa Francesca Romana da fachada de travertino (de Carlo Lombardi, 1615) e o campanário do estilo românico do século XII.
Região Roma
País Itália
Coordenadas
Religião Igreja Católica


Estilo arquitetónico Românica


Página web Site oficial

Santa Francesca Romana, também conhecida como Santa Maria Nova, é uma das poucas basílicas românicas da cidade de Roma. Fundada no século IX e dedicada à santa com o mesmo nome, está situada entre o Fórum Romano e do Templo de Vénus e Roma. Nesta igreja está sepultado o Papa Gregório XI.

História[editar | editar código-fonte]

Fórum Romano e a Basílica de Santa Francesca Romana.

A igreja foi construída no século IX a pedido do Papa Paulo I num pré-existente oratório cristão. Após a restauração, no século X, recebeu a dedicatória à Virgem Maria e o nome de Santa Maria Nova, com a particularidade de distingui-la de outra igreja anteriormente existente e também dedicada à Virgem Maria, a igreja Santa Maria Antiqua que se havia transformado em ruínas no século X.

No século XII, o edifício sofreu uma significativa reestruturação, com a adição de um campanário e decoração da abside. No século XVI, a igreja foi dedicada à Santa Francesca Romana (canonizada em 1608), cujas relíquias foram tranferidas para a cripta, daí a sua atual designação.[1]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Chris Nyborg. Santa Francesca Romana.