Basílica e Colina de Vézelay

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Basílica de Santa Maria Madalena e Colina de Vézelay *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Basilique à Vézelay.jpg
Fachada da Basílica
País França
Critérios C (i) (vi)
Referência 84
Coordenadas 47° 27' 59" N 3°44' 55″ E
Histórico de inscrição
Inscrição 1979  (3ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

A Abadia de Vézelay ou Basílica de Santa Maria Madalena é um mosteiro Beneditino da cidade de Vézelay no departamento de Yonne construída em Arquitetura românica e danificada durante a Revolução Francesa. É Património Mundial da UNESCO desde 1979.

História[editar | editar código-fonte]

A Basílica foi fundada como um mosteiro da antiga vila romana de Vercellus (mais tarde chamada Vézelay). A vila passou pela regência da Dinastia carolíngia e tranferida para o controle de Girart de Rossilhão. Os dois conventos foram salteados pelos mouros no século VIII e o outro foi incendiado pelos Normandos. No Século IX a Abadia foi reformada sob a orientação de Badilo, que se afiliou a Abadia de Cluny. Vézelay também foi parte dos Caminhos de Santiago.

Nave Principal atualmente.
Nave Principal na década de 1970.

Em meados de 1050, os monges de Vézelay quiseram manter e guadar as relíquias de Maria Madalena trazidas da Terra Santa. Tempo depois um monge de Vézelay escobriu uma cripta sob a Basílica de Saint-Maximin-la-Sainte-Baume na Provença representando uma das passagens bíblicas em que Jesus foi ungido em Betânia (Israel) por uma mulher, que os monges acreditavam ser Maria Madalena. Os monges transferiram o relicário para Vézelay e o guadaram na Abadia, assim a Abadia de Vézelay se tornou um bom exemplo da arquitetura românica. Vézelay permaneceu como local de pergrinação por muito tempo até a Reforma Protestante, quando os Huguenotes danificaram as relíquias.

Basílica vista do Leste.
Basílica vista do Oeste.

Para aliviar a superlotação de fiés na Abadia, uma nova igreja começou a ser erguida e dedicada em 21 de abril de 1104. Porém, a construção da nova igreja custou caríssimo para a região e os camponeses realizaram um montin e mataram o monge chefe.

Após a Revolução Francesa, Vézelay ficou a beira de um colapso. Em 1834, o recém-nomeado inspector dos monumentos históricos franceses, Prosper Mérimée anunciou uma grande restauração da Abadia que foi realizada entre 1840 e 1861. Desde 1920 ostenta o título de Basílica.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]