Batalha de Antietam

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Batalha de Antietam
Guerra Civil Americana
Battle of Antietam.png
Data 17 de setembro de 1862
Local Sharpsburg, Maryland
Desfecho Taticamente inconclusiva. Estrategicamente, vitória dos Estados Unidos
Combatentes
Estados Unidos Estados Unidos Flag of the Confederate States of America (1865).svg Estados Confederados da América
Comandantes
George B. McClellan Robert E. Lee
Forças
75 500 soldados 38 000 soldados
Baixas
2108 mortes, 9540 feridos, 753 desaparecidos ou capturados 1546 mortes, 7752 feridos, 1018 desaparecidos ou capturados
Vista do campo na Batalha de Antietam durante a Guerra Civil Americana. Fotografia de guerra, extraída da Library of Congress' American Memory Collection.

A Batalha de Antietam (também conhecida no Sul dos Estados Unidos como Batalha de Sharpsburg) foi o primeiro grande confronto armado da Guerra de Secessão que se produziu em território da União. A batalha teve lugar a 17 de Setembro de 1862, perto de Sharpsburg, no condado de Washington, Maryland, Estados Unidos, e nos arredores de Antietam. A batalha fez parte da Campanha de Maryland, e tratou-se da mais sangrenta da história dos Estados Unidos que, em apenas um dia, registou 22 717 baixas.[1]

Depois de perseguir o general confederado Robert E. Lee no território de Maryland, o general do Exército da União George B. McClellan atacou o exército de Lee que tinha estabelecido posições defensivas no rio Antietam. Na manhã de 17 de Setembro, o Corpo de Exército do general Joseph Hooker efectuou um poderoso ataque sobre o flanco esquerdo do exército sulista. Os ataques e contra-ataques prolongaram-se ao longo do milheiral de Miller e à volta da igreja de Dunker. A União conseguiu finalmente penetrar pelo centro do Exército confederado atacando na zona de Sunken Road, mas a vantagem dos federados não se consolidou. Durante a tarde, o Corpo de Exército do general Ambrose Burnside entrou em acção tomando uma ponte sobre Antietam Creek, e avançando contra o flanco direito do Exército confederado. Num momento crucial, a divisão do general Hill chegou vindo de Harpers Ferry. Embora com uma desvantagem numérica de dois para um, Lee enviou todas suas tropas, enquanto McClellan enviou para o combate menos de três quartos das suas forças. Durante a noite, ambos os exércitos consolidaram suas linhas. Apesar das severas baixas, Lee continuou a combater contra McClellan no dia seguinte, 18 de Setembro, enquanto retirava o seu debilitado exército para sul do rio Potomac.[2]

Apesar da superioridade numérica da União, os ataques de McClellan fracassaram no objectivo de concentrar as tropas, permitindo a Lee organizar as suas tropas para fazer frente à cada investida. Não obstante as abundantes forças de reserva com que McClellan podia contar, e que poderiam ter sido mobilizadas para alcançar vitórias pontuais, McClellan fracassou na tentativa de destruir o exército de Lee. No entanto, a invasão de Maryland por Lee foi parada, e ele pôde-se retirar para a Virgínia sem oposição por parte do cauteloso McClellan. Apesar de a batalha não ter tido um resultado concludente em termos tácticos, teve uma importância única, já que a vitória táctica da União foi suficiente para dar ao presidente Abraham Lincoln segurança para anunciar sua Proclamação de Emancipação.[3] [4]

Referências

  1. McPherson, pág. 3.
  2. Battle Sumary: Antietam, MD
  3. Armstrong, Marion V. Disaster in the West Woods: General Edwin V. Sumner and the II Corps at Antietam. Sharpsburg, MD: Western Maryland Interpretive Association, 2002.
  4. Bailey, Ronald H., and the Editors of Time-Life Books. The Bloodiest Day: The Battle of Antietam. Alexandria, VA: Time-Life Books, 1984. ISBN 0-8094-4740-1.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Armstrong, Marion V., Disaster in the West Woods: General Edwin V. Sumner and the II Corps at Antietam, Western Maryland Interpretive Association, 2002.
  • Bailey, Ronald H., and the Editors of Time-Life Books, The Bloodiest Day: The Battle of Antietam, Time-Life Books, 1984, ISBN 0-8094-4740-1.
  • Cole, J. R., History of Washington and Kent Counties, Rhode Island, W.W. Preston & Co., 1889.
  • Douglas, Henry Kyd, I Rode with Stonewall: The War Experiences of the Youngest Member of Jackson's Staff, University of North Carolina Press, 1940, ISBN 0-8078-0337-5.
  • Eicher, David J., The Longest Night: A Military History of the Civil War, Simon & Schuster, 2001, ISBN 0-684-84944-5.
  • Esposito, Vincent J., West Point Atlas of American Wars, Frederick A. Praeger, 1959.
  • Jamieson, Perry D., Death in September: The Antietam Campaign, McWhiney Foundation Press, 1999, ISBN 1-893114-07-4.
  • Kennedy, Frances H., Ed., The Civil War Battlefield Guide, 2nd ed., Houghton Mifflin Co., 1998, ISBN 0-395-74012-6.
  • McPherson, James M., Crossroads of Freedom: Antietam, The Battle That Changed the Course of the Civil War, Oxford University Press, 2002, ISBN 0-19-513521-0.
  • Sears, Stephen W., Landscape Turned Red: The Battle of Antietam, Houghton Mifflin, 1983, ISBN 0-89919-172-X.
  • Tucker, Phillip Thomas, Burnside's Bridge: The Climactic Struggle of the 2nd and 20th Georgia at Antietam Creek, Stackpole Books, 2000, ISBN 0-8117-0199-9.
  • Wolff, Robert S., "The Antietam Campaign", Encyclopedia of the American Civil War: A Political, Social, and Military History, Heidler, David S., and Heidler, Jeanne T., eds., W. W. Norton & Company, 2000, ISBN 0-393-04758-X.
  • Battle Sumary: Antietam, MD (em inglés) ParkNet National Park Service. Visitado em 13 de septiembre de 2007.
Ícone de esboço Este artigo sobre História dos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.