Batalha de Corupédio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde março de 2013).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

A Batalha de Corupédio (em grego transl. Kurupedion, em latim transl. Corupedium) foi a última batalha entre os Diádocos. Ocorreu em uma planície que leva seu nome, localizada na Trácia (na atual Região do Egeu, Turquia), próxima de Sardes[1] onde em 281 a.C. Lisímaco foi derrotado e morto por Malacon, um soldado de Heracléia à serviço de Seleuco[2] . Durante décadas Lisímaco governou a Trácia, a Chersonésia e partes do oeste da Turquia após a Batalha de Ipso, além de invadir a Macedônia, em 285 a.C.. Já Seleuco reinou sobre uma área que cobria desde o mar Egeu até a Báctria (atual Afeganistão), além da Mesopotâmia. Embora a vitória desse o controle nominal de todo o império alexandrino a Seleuco (exceto o Egito), essa batalha não serviu para quase nada pois nesse mesmo ano foi assassinado por Ptolomeu Cerauno, perto da cidade de Lisimáquia. Com isso a Macedônia voltou a ser independente. O controle das terras a oeste da Ásia Menor fica com seu filho e sucessor Antíoco.

Referências