Batalha de Estero Bellaco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Batalha de Estero Bellaco
Guerra do Paraguai
Data 2 de Maio de 1866
Local Ñeembucú, Paraguai
Desfecho Vitória aliada
Combatentes
Tratado da Tríplice Aliança:
Flag of Empire of Brazil (1870-1889).svg Império do Brasil
Argentina Argentina
Uruguai Uruguai
Paraguai Paraguai
Comandantes
Uruguai Venancio Flores
Flag of Empire of Brazil (1870-1889).svg Manuel Luís Osório
Paraguai José E. Díaz
Forças
5 batalhões da infantaria
1 bateria da artilharia
6 000 soldados
Baixas
Total: 1.560 mortos
1.103 brasileiros
408 uruguaios
49 argentinos
2.500 mortos, feridos e prisioneiros

A Batalha de Estero Bellaco foi uma das batalhas mais sangrentas da Guerra do Paraguai.

Estero Bellaco está localizado no departamento de Ñeembucú, no Paraguai, margeando o rio do mesmo nome.

A batalha[editar | editar código-fonte]

A batalha ocorreu em 2 de maio de 1866, e o exército paraguaio perdeu mais de 2 000 homens. Além disso, trezentos foram levados como prisioneiros pelas tropas da Tríplice Aliança (Argentina, Brasil e Uruguai).

Os paraguaios ao comando do General José E. Díaz executaram um ataque surpresa sobre o acampamento aliado; inicialmente, o ataque foi bem sucedido, porém o comandante Díaz estava insatisfeito, e queria destruir o restante da tropa inimiga, ao invés de deixar a batalha por vencida e recuar em ordem com os seus soldados.

Ao avançar sobre o restante do acampamento aliado, os soldados de Díaz acabaram se deparando com o inimigo em maior número e terminaram por recuar em desordem. Durante a evacuação paraguaia, eles levaram algumas peças de artilharia inimiga que estavam no campo. Esta batalha também foi o batismo de fogo da Divisão Voluntários da Pátria, o contra-ataque foi ordenado pelo General brasileiro Manuel Luís Osório.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]