Batalha de Hális

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Maio de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A Batalha de Hális, também chamada de Batalha do Eclípse,[carece de fontes?] foi travada em 30 de setembro de 610 a.C. [1] ou em 28 de maio de 585 a.C.,[2] entre medas e lídios, às margens do rio Hális (atual rio Kızılırmak, na Turquia).

A batalha ocorreu no sexto ano de uma guerra indecisiva entre Aliates II, do Reino da Lídia, e Ciáxares, da Média, e terminou abruptamente devido a um eclipse solar total.[3] O eclipse foi entendido como um aviso dos deuses, que desejavam que a luta se encerrasse. Este eclipse havia sido previsto por Tales de Mileto.[3]

Heródoto descreve assim, o eclipse:

No sexto ano da guerra, travou-se uma batalha e, quando a luta tinha começado, de repente, o dia se transformou em noite. (…)O Lídios e o Medos, quando viram que a noite substituira o dia, cessaram sua luta, ansiosos de que a paz se estabelecesse entre eles. - Herodoto (1.74)

Em face do fenômeno, os dois inimigos fecharam um acordo de paz, contrataram o casamento de Arienis, filha de Aliates, com Ciaxares,[3] e aceitaram que o rio Hális seria a fronteira entre os dois reinos.

Referências

  1. William Smith, Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology, Cyaxares [em linha]
  2. Astronomy Today, Eclipses from Ancient Times - Part 2, Thales Eclipse (585 a.C.) [em linha]
  3. a b c Heródoto, Histórias, Livro I, Clio, 74 [pt] [el] [el/en] [ael/fr] [en] [en] [en] [es]