Batalha de Jerusalém

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde junho de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Batalha de Jerusalém
Primeira Guerra Mundial
Allenby enters Jerusalem 1917.jpg
General Allenby a entrar em Jerusalém no dia 1 de Dezembro de 1917.
Data 17 de Novembro a 30 de Dezembro de 1917
Local Costa do mar Mediterrâneo, a norte de Jaffa, até às Montanhas da Judeia, e à volta de Jerusalém
Desfecho Vitória do Imério Britânicos
Combatentes
Reino Unido Império Britânico Ottoman flag.svg Império Otomano
Império Alemão Império Alemão
Comandantes
Reino Unido Douglas Haig
Reino Unido Edward Bulfin
Reino UnidoPhilip Chetwode
Flag of Australia.svg Harry Chauvel
Império Alemão Erich von Falkenhayn
Império Alemão Friedrich Kreß von Kressenstein
Ottoman flag.svg Cevat Çobanlı
Ottoman flag.svg Ali Fuat Cebesoy
Forças
Força Expedicionária Egípcia:
  • XX Corpo
  • XXI Corpo
  • Corpo a Cavalo do Deseto
Sétimo Exército
Oitavo Exército
Baixas
18 000 25 000


A Batalha de Jerusalém (oficialmente designada por "Operações de Jerusalém" pelos britânicos) teve lugar entre 17 de Novembro e 30 de Dezembro de 1917, imediatamente após a vitória da Força expedicionária egípcia (FEE) na Batalha da colina de Mughar, ocorrida na sequência das vitórias da FEE nas batalhas de Bersebá e Gaza, durante a Campanha do Sinai e Palestina da Primeira Guerra Mundial. Antes da captura de Jerusalém ficar efectivamente controlada, tiveram lugar duas batalhas nas Montanhas da Judeia, a norte e a leste de Hebron–Entroncamento ferroviário: Batalha de Nebi Samwill, entre 17 e 24 de Novembro; e a Defesa de Jerusalém, de 26 a 30 de Dezembro de 1917. No âmbito das Operações de Jerusalém, também se realizou uma segunda tentativa, bem sucedida, para avançar através de Nahr el Auja - Batalha de Jaffa -, embora Jaffa tivesse sido capturada depois da Batalha de Mughar Ridge a 16 de Novembro. Esta operação teve lugar entre 21 e 22 de Dezembro de 1917, na região compreendida entre o entroncamento ferroviário de Tul Keram, caminhos-de-ferro de Jaffa e o mar.[1]

Esta série de batalhas foi realizada com sucesso pelos XX e XXI Corpos e pelo Corpo do Deserto a Cavalo do Império Britânico, contra uma forte oposição otomana do Sétimo Exército, em Judean Hills, e do Oitavo Exército, a norte de Jaffa, na costa mediterrânica. A perda de Jaffa e Jerusalém, juntamente com a perda de 80 km de território durante o avanço da FEE desde Gaza, constituiu um sério revés para o Exército Otomano e para o Império Otomano.[2]

O resultado destas vitórias para as forças britânicas, foi a captura de Jerusalém e o estabelecimento de uma nova linha estratégica fortificada. Esta, estendia-se desde norte de Jaffa, na planície marítima, passando pelas Montanhas da Judeia até Bireh, a norte de Jerusalém, continuando para leste do Monte das Oliveiras. Com a captura da estrada entre Bersebá e Jerusalém, via Hebron e Belém, juntamente com uma significativa área de território otomano a sul de Jerusalém, a cidade ficou controlada. A 11 de Dezembro, o general Edmund Allenby entrou na cidade de Cidade Antiga, a pé, em sinal de respeito pelo local sagrado, pelo Portão de Jaffa, em vez de se apresentar a cavalo ou dentro de um um veículo. Foi o primeiro cristão, em muitos séculos, a controlar Jerusalém, local de muito significado para muitas crenças. O primeiro-ministro britânico, David Lloyd George, descreveu a captura como "um presente de Natal para o povo britânico." Allenby acrescentou, "As guerras dos cruzados ficaram completas ". A batalha representou uma significativa vitória moral para o Império Britânico.[3]

Referências

  1. Battles Nomenclature Committee 1922, p. 32
  2. Duffy, Michael. The Fall of Jerusalem, 1917. First World War.com. Página visitada em 12 de Junho de 2011. Cópia arquivada em 4 de Junho de 2011.
  3. Baker, Chris. The Long, Long Trail: British forces involved in Egypt and Palestine. 1914-1918.net. Página visitada em 12 de Junho de 2011. Cópia arquivada em 11 de Junho de 2011.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Jerusalem Memorial Bearing the Names of Soldiers of the Forces of the British Empire Who Fell in Egypt and Palestine During the Great War and Have No Known Graves. London: Imperial War Graves Commission, 1928. vol. Part 1 A-L. OCLC 221064848
  • The Official Names of the Battles and Other Engagements Fought by the Military Forces of the British Empire during the Great War, 1914–1919, and the third Afghan War, 1919: Report of the Battles Nomenclature Committee as Approved by The Army Council Presented to Parliament by Command of His Majesty. London: Government Printer, 1922. OCLC 29078007
  • History of the Great War Based on Official Documents Veterinary Services. London: H.M. Stationers, 1925. OCLC 460717714
  • Bostock, Harry P.. The Great Ride: The Diary of a Light Horse Brigade Scout, World War 1. Perth: Artlook Books, 1982. OCLC 12024100
  • Bruce, Anthony. The Last Crusade: The Palestine Campaign in the First World War. London: John Murray, 2002. ISBN 978-0-7195-5432-2
  • Carver, Michael, Field Marshal Lord. The National Army Museum Book of The Turkish Front 1914–1918: The Campaigns at Gallipoli, in Mesopotamia and in Palestine. London: Pan Macmillan, 2003. ISBN 978-0-283-07347-2
  • Erickson, Edward J.. Ordered to Die A History of the Ottoman Army in the First World War: Forward by General Hüseyiln Kivrikoglu. Westport Connecticut: Greenwood Press, 2001. OCLC 43481698
  • Erickson, Edward J.. Ottoman Army Effectiveness in World War I: A Comparative Study. Milton Park, Abingdon, Oxon: Routledge, 2007. ISBN 978-0-203-96456-9
  • Falls, Cyril; G. MacMunn, A.F. Beck. Military Operations Egypt & Palestine from June 1917 to the End of the War. London: HM Stationary Office, 1930. vol. 2 Part 1. OCLC 644354483
  • Grainger, John D.. The Battle for Palestine, 1917. Woodbridge: Boydell Press, 2006. ISBN 978-1-84383-263-8
  • Gullett, H.S.. The Australian Imperial Force in Sinai and Palestine, 1914–1918. Canberra: Australian War Memorial, 1941. OCLC 220900153
  • Hamilton, Patrick M.. Riders of Destiny The 4th Australian Light Horse Field Ambulance 1917–18: An Autobiography and History. Gardenvale, Melbourne: Mostly Unsung Military History, 1996. ISBN 978-1-876179-01-4
  • Allenby in Palestine: The Middle East Correspondence of Field Marshal Viscount Allenby June 1917 – October 1919. Phoenix Mill, Thrupp, Stroud, Gloucestershire: Sutton Publishing, 2004. vol. 22. ISBN 978-0-7509-3841-9
  • Keogh, E. G.. Suez to Aleppo. Melbourne: Directorate of Military Training by Wilkie & Co., 1955. OCLC 220029983
  • Kinloch, Terry. Devils on Horses in the Words of the Anzacs in the Middle East,1916–19. Auckland: Exisle Publishing, 2007. ISBN 978-0-908988-94-5
  • Lindsay, Neville. Equal to the Task: The Royal Australian Army Service Corps, Volume 1. Kenmore: Historia Productions, 1992. OCLC 28994468
  • Moore, A. Briscoe. The Mounted Riflemen in Sinai & Palestine The Story of New Zealand's Crusaders. Christchurch: Whitcombe & Tombs, 1920. OCLC 561949575
  • Paget, G.C.H.V Marquess of Anglesey. Egypt, Palestine and Syria 1914 to 1919. London: Leo Cooper, 1994. ISBN 978-0-85052-395-9
  • Powles, C. Guy. The New Zealanders in Sinai and Palestine. Auckland: Whitcombe & Tombs, 1922. OCLC 2959465
  • Preston, R. M. P.. The Desert Mounted Corps: An Account of the Cavalry Operations in Palestine and Syria 1917–1918. London: Constable & Co., 1921. OCLC 3900439
  • Sondhaus, Lawrence. World War One: The Global Revolution. Cambridge: Cambridge University Press, 2011. ISBN 978-0-521-73626-8
  • Tucker, Spencer. The Great War: 1914–18. London: UCL Press, 1998. ISBN 978-1-85728-391-4
  • Wavell, Field Marshal Earl. In: E.W. Sheppard. The Palestine Campaigns. 3rd ed. London: Constable & Co., 1968.
  • Woodward, David R.. Hell in the Holy Land World War I in the Middle East. Lexington: The University Press of Kentucky, 2006. ISBN 978-0-8131-2383-7
Portal A Wikipédia possui o portal:
Ícone de esboço Este artigo sobre batalhas (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

[[

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Batalha de Jerusalém