Batalha de Lissa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Batalha de Lissa
Guerras Napoleónicas
Battle of Lissa.jpg
Batalha de Lissa, 13 de Março de 1811 de George Webster em 1812.
Data 13 de Março de 1811
Local Mar Adriático, perto da ilha de Lissa (actual Vis, Croácia)
Desfecho Vitória britânica
Combatentes
Flag of the United Kingdom (1801).png Reino Unido da Grã-Bretanha e da Irlanda França França
Flag of Most Serene Republic of Venice.svg República de Veneza
Comandantes
Flag of the United Kingdom (1801).png William Hoste França Bernard Dubourdieu  
Forças
3 fragatas,
1 navio de 6.ª categoria
6 fragatas,
1 brigue,
5 pequenas embarcações
Baixas
45 mortos,
145 feridos[1]
700 mortos, feridos e capturados,
3 navios destruídos[1]

A Batalha de Lissa (também designada por Batalha de Vis; em francês: Bataille de Lissa; em italiano: Battaglia di Lissa; em croata: Viška bitka) foi uma batalha naval entre uma esquadra de fragatas britânica e uma esquadra, numericamente muito superior, de fragatas francesas e embarcações de venezianas de menor dimensão, a 13 de Março de 1811, durante a Campanha do Adriático das Guerras NapoleónicasNapoleonic Wars]]. A batalha ocorreu no Mar Adriático pela possessão da ilha estrategicamente importante de Lissa, de onde a esquadra britânica partia para abater os navios franceses no Adriático. Os franceses necessitavam de controlar o Adriático para abastecer o seu crescente exército nas Províncias Illyrian, e assim preparar uma força invasora em Março de 1811 de seis fragatas, várias enbarcações mais pequenas e um batalhão de soldados italianos.

A força invasora francesa, liderada por Bernard Dubourdieu, cruzou-se com o capitão William Hoste e os seus quatro navios na ilha. Na batalha que se seguiu, Hoste afundou o navio-almirante francês, capturou outros dois e danificou os restantes navios franco-venezianos. A batalha tem sido comemorada como uma importante vitória britânica, principalmente pela grande diferença de forças, e pelo facto de Hoste ser um ex-subordinado do vice-almirante Horatio Nelson. Hoste hasteou uma bandeira a dizer "Lembrem-se de Nelson" à medida que os franceses iam perdendo a batalha; a batalha tem sido referida como "uma das mais brilhantes conquistas navais da guerra".[2]

Referências

  1. a b James p. 352
  2. Hoste, Sir William, Oxford Dictionary of National Biography, J. K. Laughton, acesso em 29 de Dezembro de 2012

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Adkins, Roy & Lesley. The War for All the Oceans. [S.l.]: Abacus, 2006. ISBN 0-316-72837-3
  • Chandler, David. Dictionary of the Napoleonic Wars. [S.l.]: Wordsworth Military Library, 1999 [1993]. ISBN 1-84022-203-4
  • Clowes, William Laird. The Royal Navy, A History from the Earliest Times to 1900, Volume V.. [S.l.]: Chatham Publishing, 1997 [1900]. ISBN 1-86176-014-0
  • Frasca, Francesco. Il potere marittimo in età moderna, da Lepanto a Trafalgar. [S.l.]: Lulu Enterprises UK Ltd, 2009 [2008]. ISBN 978-1-4092-6088-2
  • Gardiner, Robert. The Victory of Seapower. [S.l.]: Caxton Editions, 2001 [1998]. ISBN 1-84067-359-1
  • Grocott, Terence. Shipwrecks of the Revolutionary & Napoleonic Era. [S.l.]: Caxton Editions, 2002 [1997]. ISBN 1-84067-164-5
  • Henderson, James. The Frigates, An Account of the Lighter Warships of the Napoleonic Wars. [S.l.]: Leo Cooper, 1994 [1970]. ISBN 0-85052-432-6
  • Ireland, Bernard. Naval Warfare in the Age of Sail. [S.l.]: Harper Collins, 2000. ISBN 0-00-414522-4
  • James, William. The Naval History of Great Britain, Volume 5, 1808–1811. [S.l.]: Conway Maritime Press, 2002 [1827]. ISBN 0-85177-909-3
  • Smith, Digby. The Napoleonic Wars Data Book. [S.l.]: Greenhill Books, 1998. ISBN 1-85367-276-9
  • Woodman, Richard. The Sea Warriors. [S.l.]: Constable Publishers, 2001. ISBN 1-84119-183-3
Ícone de esboço Este artigo sobre Guerras Napoleónicas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Batalha de Lissa