Batalha de M'Bororé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Batalha de Mbororé foi uma batalha ocorrida em 11 de março de 1641 na América do Sul vencida pelos guaranis. Esta foi a batalha mais relevante da história da América colonial e constitui um episódio importante nas história dos trinta Pueblos (Reduções) do Paraguai.

Uma bandeira de escravistas paulistas com três mil homens adentrou o território das Reduções com a finalidade de destruir definitivamente as missões jesuíticas e cortar as vias de comunicação espanholas entre os povoados paraguaios e o Alto Peru.

Os guaranis, avisados por sentinelas avançadas, preparam-se para receber os atacantes. Na confluência entre o rio Uruguai e o rio Mbororé, na atual província de Misiones na Argentina os bandeirantes paulistas foram derrotados por um exército de guaranis - organizado pelos jesuítas - de cerca de quatro mil homens. Morreram na batalha mais de dois mil homens.

O episódio foi decisivo para o futuro da província paraguaia que, graças aos guaranis, permaneceu assim sob o controle do reino da Espanha. Depois desta batalha as incursões de bandeirantes paulistas foram cada vez mais raras e menos agressivas. De sua parte os jesuítas continuaram a manter uma força armada, com plena autorização da coroa espanhola, que se dera conta da eficácia e da importância do exército guarani e da necessidade estratégica das Reduções.

Segundo o professor Gianpaolo Romanato, professor na Universidade de Pádua esta batalha teve maior importância histórica que a batalha de Little Big Horn.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Romanato, Gianpaolo. Gesuiti, guarani ed emigranti nelle Riduzioni del Paraguay. Ed. Longo Angelo, 2008. ISBN 8880636049

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.