Batalha de Narvik

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde janeiro de 2012). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

A batalha de Narvik, ou, na sua forma portuguesa, de Narvique, é travada pelas forças do Eixo (Alemanha) e dos aliados (Inglaterra e França). Com as forças norueguesas em retirada, os alemães entram em Narvik. Lá estavam a décima divisão Panzer e 600 unidades da Luftwaffe, mas essa divisão Panzer deixou Narvik para Trondheim e foi substituída pela 79 divisão de montanha para guarnecer a cidade.

Batalha[editar | editar código-fonte]

Com os alemães defendendo-se dos ataques em Trondheim dos aliados, uma pequena frota se aproximou de Narvik e destruiu todos os 10 destróiers no fiorde e desembarcou com 24 mil soldados comandados por Viciy Montanheu e tomou toda Narvik após dois meses. Houve 2.300 baixas para o Eixo e 2.000 para os aliados, que fizeram 500 prisioneiros. A Luftwaffe com sua sexagésima frota aérea destruiu a cidade e os aliados recuaram.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Batalha de Narvik