Batalha de Stamford Bridge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Batalha de Stamford Bridge
Stamford by Peter Nicolai Arbo.jpg
Data 25 de setembro de 1066
Local Stamford Bridge, East Riding of Yorkshire
Resultado Vitória decisiva da Inglaterra
Combatentes
Reino da Inglaterra Reino da Noruega
Forças
c. 15 000 homens c. 9 000 homens
Baixas
c. 5 000 mortos 8 000 mortos

A Batalha de Stamford Brigde ocorreu próximo a vila de Stamford Brigde, ao Leste de Yorkshire, Inglaterra, em 25 de Setembro de 1066, entre um exército inglês sob as ordens do Rei Anglo-Saxão Haroldo II Godwinson e a força invasora norueguesa liderada por Haroldo Manto Cinzento e o irmão do Rei inglês, Tostig Godwinson. Depois de uma batalha sanguinária, os ingleses surgiram como vencedores. Haroldo e Tostig, assim como milhares de soldados noruegueses, foram mortos. Embora, tenha derrotado a invasão norueguesa, a vitória não pôde ser usufruída, pois menos de três semanas depois, Haroldo II seria derrotado e morto pelos invasores normandos na Batalha de Hastings. A Batalha de Stamford Brigde é simbolicamente retratada como o marco inicial do declínio da Era Viking,, embora tenham ocorrido invasões escandinavas ainda maiores na Inglaterra nas décadas seguintes, notavelmente, as campanhas do Rei Sweyn Estrithson da Dinamarca em 1069–70 e Rei Magnus Barefoot da Noruega em 1098 e 1102–03.

Contexto[editar | editar código-fonte]

A morte do Rei Eduardo, o Confessor, da Inglaterra em Janeiro de 1066 se tornou um estopim para uma disputa entre diversos reis da parte Noroeste da Europa pelo Trono da Inglaterra. Entre um dos reis que ambicionavam o trono inglês estava o Rei Haroldo Manto Cinzento da Noruega, que reuniu um exército de 15 000 homens, numa frota de 300 navios, para invadir a Inglaterra. Chegando na Inglaterra em Setembro de 1066, ele se reuniu com outras tropas que haviam sido recrutadas na Escócia por Tostig Godwinson. Tostig havia brigado com seu irmão mais velho, Haroldo II Godwinson (que havia sido eleito rei), por isso foi destituído do título de Duque da Nortúmbria e exilado em 1065. O exército norueguês marchou para Iorque, onde derrotou o exército dos nórdicos  Edwin de Mércia e Morcar da Nortúmbria na Batalha de Fulford, duas milhas a sul de Iorque.

Após a vitória dos noruegueses, a cidade de Iorque se rendeu e o exército norueguês ocupou-a brevemente e tomou reféns e recursos da cidade. Eles então voltaram para seus navios em Ricall; os noruegueses ofereceram paz a Nortúmbria em troca de reféns e apoio à campanha de Haroldo Manto Cinzento para reivindicar o trono, ordenando então que enviassem os reféns para uma região próxima a Yorkshire.

Enquanto a invasão norueguesa começava no norte da Inglaterra, o Rei Haroldo II Godwinson estava no sudeste, com seu exército antecipando a invasão normanda de Guilherme da Normandia, outro reivindicador do trono. Quando recebeu a notícia da invasão norueguesa, ele reuniu seu exército de Huscarls e se dirigiu para o norte em grande velocidade. Numa marcha de Londres à Yorkshire, Haroldo fez uma jornada de 300 km em somente 4 dias, o que o permitiu pegar os noruegueses de surpresa.

Haroldo, sabendo que os noruegueses esperavam os reféns da Nortúmbria em Stamford Brigde, mandou que suas tropas atacassem os noruegueses naquele lugar no dia 25 de Setembro. Até que os ingleses aparecessem em frente aos invasores, eles não tiveram conhecimento da aproximação de nenhuma força inimiga na vizinhança.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre História do Reino Unido é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.